Geral

Foto: Divulgação

A artesã Edinalva Aguiar Coelho, de 29 anos, da região de Alto Bonito, Xambioá (TO), fará sua primeira viagem internacional e espera trazer de volta conhecimentos para compartilhar com outras mulheres que, como ela, conquistam sua renda com a produção de biojoias e artesanato. Edinalva faz parte do projeto XambiArt, iniciativa fomentada pelo Programa ReDes, por meio de investimento do Instituto Votorantim e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com apoio da Votorantim Cimentos.

Edinalva irá à Colômbia a convite do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-TO). A instituição promoverá, de 6 a 15 de dezembro, a “Missão Tecnológica Colômbia”, que consiste em uma série de visitas técnicas a espaços culturais e artísticos, além de eventos e feiras de artesanato.

Para a artesã do XambiArt, a missão é uma oportunidade também abrir portas para o comércio internacional. “Foi uma surpresa esse convite, porque o nosso projeto é novo. Graças ao ReDes temos crescido e chamado a atenção de outros órgãos e entidades como o Sebrae, que nos proporciona essa chance imperdível de aprender mais. Estou ansiosa e acredito que é um passo importante para nos desenvolvermos ainda mais, mirando também o mercado externo”, afirmou.

Experiência internacional 

No cronograma de atividades da “Missão Tecnológica Colômbia” está a visita ao Museo del Oro, localizado em Bogotá, capital. Outras visitas serão feitas na Galeria Cano, que produz e comercializa joias em ouro em estilo pré-colombiano, além do Museum Botero, com peças do artista plástico colombiano Fernando Botero e de outros artistas latino-americanos, europeus e norte-americanos. 

Ainda na programação de visitas na Colômbia, está a ida à Expoartesanías, uma das mais importantes feiras do setor na América Latina e que contará com centenas de expositores e compradores de vários países. A comitiva de artesãs visitará também a Escuela de Artes y Oficios Santo Domingo, instituição que oferece programas de treinamento de acordo com as modalidades técnicas para trabalhar nos comércios de madeira, couro, prata e bordados.

XambiArt

O empreendimento formado por 19 mulheres da região de Alto Bonito, em Xambioá, foi lançado há um ano como parte do Projeto ReDes, iniciativa do Instituto Votorantim, BNDES e  apoio da Votorantim Cimentos. A iniciativa envolve a produção de biojoias e artesanato a partir da utilização de elementos naturais provenientes da região do rio Araguaia como, por exemplo, barro, argila, coco e palha. O projeto visa estimular o desenvolvimento socioeconômico da região, bem como contribuir com a inclusão sócio-produtiva de mulheres por meio de capacitações, reuniões, confecção e comercialização de biojoias.

Para conquistar escala e ganhar potencial produtivo, capaz de atender a demanda, a proposta consiste na atuação com qualificação técnica da associação, implantação de estrutura operacional, definição de processos de gestão, fabricação e comercialização de produtos. Além disso, houve um investimento na construção da identidade visual dos materiais – de embalagens de produtos às peças de comunicação.

O lançamento do projeto Xambiart representou a primeira ação do Programa ReDes no Tocantins e recebeu investimento de R$ 500 mil reais para a estruturação do negócio. A expectativa de geração de receita para os próximos anos é de R$ 330 mil e a previsão é que 30 famílias sejam beneficiadas pelo projeto.

Sobre o Programa ReDes

Parceria de R$ 62 milhões entre Instituto Votorantim e BNDES, com apoiodas empresas do Grupo Votorantim, que tem por objetivo implementar projetos de geração de trabalho e renda e apoio a grupos de participação comunitária. A parceria técnica e financeira foi firmada em dezembro de 2010 e abrange 25 municípios do país. Os critérios de seleção que orientaram a escolha das localidades foram: indicadores socioeconômicos críticos e a presença do Grupo Votorantim na região. O modelo de atuação baseia-se no alinhamento com políticas públicas e na articulação entre os diversos agentes locais para apoiar o desenvolvimento local. A proposta é construir uma rede capaz de fortalecer a economia inclusiva, articulada por uma instância participativa com representação dos três setores da sociedade – governo, iniciativa privada e terceiro setor.

Sobre o instituto Votorantim

Com 11 anos de atuação, o Instituto Votorantim se fortalece como agente propulsor das práticas de responsabilidade social das empresas do Grupo Votorantim. O Instituto orienta as empresas do Grupo em ações voltadas ao desenvolvimento local sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das comunidades das regiões em que estão inseridas. Promove ações no campo da educação, geração de trabalho e renda, apoio à gestão pública, cultura, preservação e fortalecimento de direitos infanto-juvenis, entre outros. Ao longo de uma década de atuação, foram apoiados 1200 projetos, que beneficiaram mais de 4,6 milhões de pessoas.

Saiba mais em: www.institutovotorantim.org.br e http://twitter.com/instvotorantim.

Sobre a Votorantim Cimentos

Comprometida com o desenvolvimento socioeconômico das localidades onde atua, a Votorantim Cimentos investe em ações sociais voltadas às áreas de Cultura, Promoção do Emprego e Renda, Educação, Esporte, Fortalecimento da Gestão Pública, entre outros. Presente no negócio de materiais essenciais de construção (cimento, concreto, agregados e produtos complementares) desde 1936, a Votorantim Cimentos é, atualmente, uma das maiores empresas globais do setor e com capacidade produtiva de 52.2 milhões de toneladas/ano.No Brasil, mantém a liderança de mercado com 36% de participação e comercializa mais de 40 produtos. Também está presente em 14 países: Brasil, Canadá, Estados Unidos, Bolívia, Espanha, Índia, China, Turquia, Marrocos, Tunísia, Chile, Argentina, Uruguai e Peru.

Por: Rosana Terra (colaboração)

Tags: Edinalva Aguiar Coelho, xambioá