Polí­cia

Foto: Divulgação

Uma ação conjunta realizada por Policiais Civis e Militares na madrugada desta segunda-feira, 08, em Porto Nacional e Monte do Carmo, resultou na prisão de 02 indivíduos suspeitos de envolvimento na morte do Tenente da Polícia Militar; Francisco Augusto Vidal dos Santos, 35 anos de idade, fato ocorrido no último dia 03 de dezembro em Porto.

De acordo com informações do Delegado Dr. Hudson Guimarães Leite, responsável pela operação, Elvisney P. A., 18 anos e Marcio Rafael G. S., 19 anos foram presos nesta madrugada em cumprimento a mandados de prisão temporária e busca e apreensão, quando se encontravam em suas respectivas residências em Porto Nacional e Monte do Carmo.

Durante o cumprimento das ordens judiciais, foram apreendidos, na casa de Rafael, um aparelho celular, uma lanterna e um vidro de perfume que pertenciam ao policial assassinado. O jovem confessou a autoria do crime, mas alegou que teria sido convidado por Elvisley para roubar a vítima não sabendo que se tratava de um policial militar. De acordo com as investigações da Polícia Civil, os dois suspeitos conheceram a vítima, por meio de um aplicativo e após algumas trocas de mensagens, teriam marcado um encontro com o tenente. Na ocasião, Marcio Rafael foi ao local combinado, armado com uma faca a fim de assegurar a execução do roubo.

A vítima encontrou-se com o indivíduo por volta da meia noite em um posto na entrada de Porto Nacional. Conforme as investigações, ao chegar de carro ao local combinado, o policial já estava com Elvisley e um outro indivíduo que já foi identificado. Márcio entrou no automóvel e os quatro dirigiram-se até o um terreno baldio, no Jardim América onde após um desentendimento o oficial foi brutalmente assassinado com uma facada no pescoço.

Após cometer o crime, os jovens fugiram com o carro da vítima e repartiram, entre si, os objetos do militar assassinado, sendo que Márcio Rafael ficou com o perfume, a lanterna e um aparelho celular. Já Elvisley se apoderou de outro aparelho celular e ao terceiro indivíduo, que já foi qualificado e pode ser preso nas próximas horas coube os R$ 52,00 reais que se encontravam em poder do policial.   

Os investigadores da PC também encontraram, em um aplicativo de bate papo, no celular de Elvisley,  mensagens que comprometem o jovem e demonstram o vínculo existente entre ele e o tenente. A Perícia também constatou que impressões digitais encontradas no veículo da vítima, pertencem a Márcio Rafael. O Delegado também acredita que a participação desse indivíduo no crime tenha sido mais efetiva, pois a faca utilizada na prática do homicídio era a mesma que a mãe do suspeito utilizava para matar galinhas.

O Delegado também destacou o trabalho realizado pelos peritos papiloscopistas de Porto Nacional, que segundo ele, foi de extrema importância para ajudar a esclarecer o crime, pois logo no início das investigações, conseguiram as digitais dos suspeitos. 

As policias haviam efetuado a prisão de quatro indivíduos suspeitos, no entanto, com relação a Roberts K. R. e Marcos P. de A., os quais também foram presos juntamente com os demais acusados, o Delegado informou que irá solicitar ao judiciário, a revogação da prisão temporária de ambos, por estar satisfeito com as declarações dos dois sobre o crime, não se entendendo mais necessárias suas prisões.

Márcio Rafael e Elvisney foram autuados pelo crime de latrocínio e, após os procedimentos cabíveis, foram recolhidos a carceragem da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional onde permanecerão a disposição do Poder Judiciário. As investigações foram intensificadas com o objetivo de localizar e prender o terceiro suspeito pelo crime, bem como esclarecer toda a dinâmica dos fatos e individualizar a conduta que cada um dos indivíduos teve na prática do homicídio.

Entenda

O tenente da Polícia Militar, Francisco Augusto Vidal dos Santos, 35 anos de idade, foi encontrado morto nas proximidades do Loteamento Novo América em Porto Nacional nesta última quarta-feira, 03. O corpo do tenente encontrava-se caído ao solo com sinais de esgorjamento, sem roupas e sem identificação, sendo reconhecido pelos companheiros de farda. (Matéria atualiza às 09h22 de 09/12/14)