Campo

Foto: Divulgação

Os produtores de seringueira do Tocantins terão um apoio a mais no próximo ano. Isto porque a empresa baiana Agro Ituberá, firmou parceria com o Estado a fim de fomentar a cultura no Tocantins, visando o fortalecimento do setor, por meio de assistência técnica e garantia de compra do látex produzido em florestas locais.

Segundo o diretor de Projetos e Captação de Recursos da Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro), Luiz Eduardo Borges Leal, a cooperação foi firmada durante viagem de representantes da pasta e do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), realizada no mês passado, ao estado vizinho.

“Nesta visita, conhecemos as instalações da indústria, que faz o processamento do látex, bem como as fazendas que fornecem este material à empresa e trabalham com o consórcio da seringa com outras culturas”, disse Leal, acrescentando que, logo no início do próximo ano, os técnicos da Agro Ituberá devem vir ao Tocantins. 

Incentivo

Segundo Leal, a empresa propôs um fomento aos produtores locais, com apoio na assistência técnica a partir do plantio, instalação de um jardim clonal – uma espécie de banco de mudas –, além da garantia de compra da produção do Tocantins. Para o diretor, a cooperação é um grande incentivo ao produtor.

“Além da importância da transferência de conhecimento da Agro Ituberá, uma empresa que tem mais de 40 anos de mercado, os silvicultores do Estado agora terão mais segurança para investir em suas propriedades, já que terão garantia de mercado a partir desta parceria”, ressaltou Leal.

Crescimento

A silvicultura teve um aumento considerável no Tocantins, nos últimos quatro anos. Ao todo, o avanço em área produzida chega a 131%, passando de 1.840 hectares em 2011 para 4.251 hectares este ano. 

O Estado conta, atualmente, com 53 propriedades cadastradas como produtoras de seringueiras, número quase duas vezes maior que em 2011, quando apenas 22 propriedades eram cadastradas. (Ascom Seagro)