Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal Lázaro Botelho (PP-TO), destacou durante a sessão de hoje (10), da Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, as medidas adotadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), com o objetivo de aumentar a segurança na condução de motocicletas, tornando obrigatório, a partir de 2016, que as motos fabricadas no Brasil ou importadas venham com sistemas de freios ABS ou CBS.

A resolução Nº 509, de 27 de novembro de 2014, foi publicada nesta terça-feira (9) dispondo sobre a obrigatoriedade do uso de sistema antitravamento e/ou do sistema de frenagem combinada das rodas, nas motocicletas, motonetas, triciclos e quadriciclos.

As motos novas que têm menos de 300 cilindradas poderão ser equipadas com freios ABS, que evita o travamento das rodas, ou com o CBS, que distribui proporcionalmente a força de frenagem para as duas rodas. O sistema já usado em alguns modelos de scooters de baixa cilindrada, em alguns modelos da fabricante Dafra e também na CG 150 Titan fabricada pela Honda, marca que detém 80% do mercado de motocicletas no Brasil.

Para motos com mais de 300 cc será obrigatório o ABS, que hoje já é usado pelas principais fabricantes de motos de alta cilindrada, como BMW, Harley-Davidson e Ducati.

O parlamentar tocantinense achou muito importante a medida, que visa aumentar a segurança de quem usa moto, garantindo uma desaceleração rápida e segura. Ele declarou que o Contran deu um passo importante e que pode contribuir muito para a redução do número de acidentes entre condutores e passageiros de motos.

Lázaro apresentou dados divulgados pelo Ministério da Saúde, apontando que o número de mortes em acidentes com motos vem crescendo de forma assustadora. “O Brasil teve em 2002, 3.744 mortes em acidentes com motos, numero que saltou para 12.480 em 2012.” Ele também destacou que o problema é ainda mais grave no Tocantins, onde a moto é um dos principais meios de transportes. “Entre as 10 cidades com mais motos por habitante do Brasil, duas são do Tocantins: Araguaína, que é a segunda e Palmas que é a nona.”

Novas CNHs

Outra novidade anunciada pelo Contran é que a partir de julho de 2015, as carteiras de habilitação (CNH) e os certificados de Registro de Veículo e de Licenciamento de Veículo (CRV e CRLV) vão passar a ter dados criptografados. O objetivo das mudanças é combater a fraude e a adulteração em documentos.

Por: Redação

Tags: Atividade Parlamentar, Lázaro Botelho