Polí­cia

Foto: Divulgação Ascom SSP Ascom SSP

No final da tarde de sexta-feira, 12, um aparato da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica foi deslocado para a região Sul de Palmas com a finalidade de promover a reprodução simulada de uma tripla tentativa de homicídio contra três jovens, no mês de novembro, na Capital. O crime ocorreu em um bar, por volta das 19h30min do dia 04 de novembro do corrente ano, no Setor Vale do Sol III. Segundo apontaram as investigações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, o crime foi cometido por Leusimar de Sousa Moura, 18 anos, que se encontra preso desde o dia dos fatos.

Na noite dos fatos, Leusimar estava na garupa de uma motocicleta, a qual era conduzida por um indivíduo ainda não identificado e passou algumas vezes pelo local onde se encontravam as três vítimas. Em determinado momento, ele desceu da moto e sacou um revólver calibre 32, com o qual efetuou dois disparos contra os rapazes que estavam em uma mesa, todavia um Policial Militar que estava de folga, e passava pelo local, percebeu a ação de acusado, sacou sua própria arma e, na tentativa de cessar a agressão, revidou os tiros atingindo o autor no tórax e na coxa.

Mesmo ferido, o suspeito conseguiu fugir, mas foi preso pela Polícia Militar alguns metros à frente, sendo levado ao Hospital onde foi medicado e, após se recuperar dos ferimentos, foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Palmas onde se encontra atualmente. 

A reprodução simulada do homicídio foi solicitada pelo Delegado Dr. João Sérgio Vasconcelos Kenupp com a finalidade de confrontar a versão apresentada pelo autor com as provas colhidas e os laudos periciais que fazem parte do inquérito policial. O procedimento também serviu para dirimir algumas dúvidas que ainda restavam no procedimento investigativo e estabelecer a dinâmica da ação delituosa.  

Os trabalhos periciais foram conduzidos por uma equipe de Peritos do Instituto de Criminalística da Polícia Técnico – Científica, a qual foi coordenada pelo Delegado Dr. João Sérgio. Policiais Civis da DHPP e do 3º DP de Palmas, com apoio de Policiais Militares do 6º BPM, deram apoio à ação com a finalidade de garantir a integridade física dos peritos e do acusado pelo crime.

Conforme o Delegado, a ação produziu resultados satisfatórios, pois segundo ele, os pontos conflitantes da investigação foram esclarecidos na dinâmica dos fatos levantada pela perícia com relação à maneira que o crime foi cometido. Ainda segundo ele, o acusado aceitou contribuir para a reprodução e teria atirado nas vítimas devido a uma rixa que existe entre jovens que residem em bairros diferentes.  (Ascom SSP)

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil