Estado

Foto: Divulgação

Depois de séculos de isolamento, a Comunidade Quilombola Kalunga do Albino é agora servida de um telefone público rural. A tão esperada e valiosa inovação para essa sofrida comunidade remanescente de quilombo é resultado de esforços articulados da Prefeitura de Paranã junto à Fundação Cultural Palmares e Embratel dentro das diretrizes do Programa Brasil Quilombola. “Consideramos uma conquista poder proporcionar aos quilombolas do Albino esse meio de comunicação tão importante, principalmente para casos de emergência”, afirma entusiasmado o prefeito Edson Lustosa.

 Localizada a 110 quilômetros de distância da cidade de Paranã, a comunidade terá ligações diretas e gratuitas para o hospital, polícia e prefeitura. Dentro de alguns meses, o Albino receberá também sua nova Escola Municipal, construída com recursos do próprio município segundo informou a Secretaria de Cultura, Promoção de Igualdade Racial e Proteção á Mulher.

Por: Redação

Tags: Edson Lustosa, Paranã