Educação

Foto: Divulgação Tocantins tem três representantes entre os 152 finalistas na Olimpíada de Língua Portuguesa Tocantins tem três representantes entre os 152 finalistas na Olimpíada de Língua Portuguesa

Serão anunciados na tarde desta quarta-feira, 17, os vencedores nacionais da 4ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Três alunos do Tocantins estão entre os 152 finalistas da competição. A solenidade será realizada em Brasília, a partir das 16h.

Ao todo, serão escolhidos 20 vencedores nacionais, que receberão medalha olímpica, notebook e impressora. O professor de cada aluno vencedor também será premiado; e a escola vai ser contemplada com dez microcomputadores, uma impressora, um projetor multimídia, um telão para projeção e livros. 

Participaram da Olimpíada estudantes de mais de cinco mil escolas de todo o Brasil. Os inscritos competiram nas categorias Crônicas, Poemas, Memórias Literárias e Artigos de Opinião. Por meio de encontros regionais, foram escolhidos 38 finalistas de cada gênero.

A responsabilidade pela escolha dos vencedores é de uma comissão formada por representantes da Fundação Itaú Social, Ministério da Educação, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Undime, Consed, TV Escola, Canal Futura, um docente de universidade pública brasileira que faz parte da Rede de Ancoragem da Olimpíada, um jornalista especializado em educação e um escritor brasileiro.

Tocantins

Representam o Estado na final da Olimpíada os estudantes Daniely Lopes Barbosa, do Colégio Estadual Professora Silvandira Sousa Lima, de Araguaína; Wellington Pereira de Araújo, do Colégio Girassol de Tempo Integral Augusto dos Anjos, de Palmas; e Marcos Henrique Alves Chaves, aluno da Escola Municipal Divina Ribeiro Borges, de Cariri do Tocantins.

Daniely compete no gênero Crônicas, com um texto “Apaixonante rua minha”, que retrata a realidade da Rua Xambioá, em Araguaína. Já Wellington foi classificado na categoria Memórias Literárias, com um relato sobre a Ilha do Canela; e Marcos está na disputa pelo melhor poema, com tema “O lugar onde vivo”. (Ascom Seduc)