Polí­tica

Foto: Divulgação

O presidente do PT de Palmas, George Brito revelou em entrevista ao Conexão Tocantins nesta quarta-feira, 31, que em fevereiro o partido vai avaliar a participação no governo municipal do prefeito Carlos Amastha (PP).  “Vamos fazer um seminário em fevereiro onde vamos avaliar essa parceria”, frisou.

Ele disse que atualmente a gestão de Amastha contemplou o partido com  a indicação da secretária Germana e que ela continua na gestão.

Amastha é adversário político do governador eleito Marcelo Miranda e o comportamento dele com relação á próxima gestão contará na decisão do partido sobre a parceria com a gestão municipal segundo revelou o presidente. “ Isso pode influenciar”, admitiu.

Brito revelou que a saída de alguns quadros do PT de outros cargos como a Gleyde Braga, por exemplo, enfraqueceu ainda mais a gestão. “ O Amastha faz um belo trabalho de gestão mas a área social precisa melhorar”, criticou.

Questionado sobre a relação de Amastha com o partido, o presidente disse que o relacionamento e proximidade já foram melhores. A relação do partido com a gestão municipal ficou abalada com o processo eleitoral deste ano quando ficaram em palanques diferentes.