Estado

Foto: Divulgação

Integrantes do secretariado do governo estadual se reuniram no final da manhã desta terça-feira, 6, com membros de sindicatos e centrais sindicais que representam as diversas categorias de servidores públicos para discutir questões relacionadas ao parcelamento da  folha de pagamento do mês de dezembro de 2014. Participaram da reunião, representando o governo do Estado, o secretário geral do Governo, Herbert Brito Barros (Buti), e os secretários da Fazenda, Paulo Afonso Teixeira; da Articulação Política, Paulo Sidnei Antunes; da Comunicação Social, Rogério Silva; e o Procurador Geral do Estado, Sergio do Valle.

Durante o encontro, os representantes dos sindicatos puderam explanar  suas reivindicações e também tiraram dúvidas a respeito do saldo da conta do Tesouro estadual. O secretário da Fazenda, Paulo Afonso Teixeira, reafirmou que, diferente do que chegou a ser divulgado por uma entidade classista, a conta do Estado se encontra negativa. “A conta do Tesouro, hoje, está devedora de R$ 11 milhões, sendo que no dia 31 de dezembro o saldo era negativo em R$ 3 milhões e ai teve um débito automático de um financiamento no Banco do Brasil; então esse débito foi aumentado para 11 milhões”, frisou.

O secretário destacou ainda que o único pagamento feito neste ano pelo governo do Estado foi no valor de R$ 2,998 milhões para a empresa que fornece alimentação para os hospitais.

Teixeira reforçou ainda  que os créditos que entram na conta do Estado ocorrem no decorrer de cada mês, sendo dias 9 - quando entra o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);  10 - quando é feito o primeiro repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE); 20, quando ocorre o segundo repasse; e 30, quando é feito o terceiro repasse do FPE.

Encaminhamento

Após representantes do governo e sindicatos exporem seus esclarecimentos e suas ideias ficou definida uma reunião para às 17 horas desta quarta-feira, 7, na Secretaria da Fazenda, entre o secretário Teixeira e uma comissão de sindicalistas. Na reunião, o governo vai informar os estudos e negociações para o pagamento da folha de dezembro, que até o momento está dividido em quatro parcelas - pagas no dia 20 de cada mês.

Por: Redação

Tags: Paulo Afonso Teixeira