Estado

Foto: Imagem ilustrativa/ Da Web

O Sintet encaminhou nesta quarta-feira, dia 07 de janeiro de 2015, denúncia ao Ministério Público Estadual (MPE/TO) sobre o não pagamento do 13º salário de 2014 dos servidores de Peixe, localizado a 350 km da capital, em especial nossos representados que são os trabalhadores da educação municipal daquele município.

O pagamento dos profissionais da educação é de Fundo vinculado (Fundeb), o que não justifica o não pagamento do salário dos servidores, inclusive o 13º.

O Sintet tem acompanhado a categoria que recentemente elaborou a revisão do plano de carreira da educação e aguarda ansiosa pela aprovação. De acordo com uma professora que não quis se identificar a comunidade está indignada com a atitude da prefeitura. “Nada justifica o não pagamento do 13º, o município é um dos maiores em arrecadação do Tocantins, e a cidade não tem grandes obras. Queremos saber onde foi parar o dinheiro e porque a prefeitura não pagou os funcionários”, denunciou.

Segundo o Portal da Transparência, em 2014, a prefeitura de Peixe recebeu mais de três milhões de repasses do Fundeb (R$ 3. 137.892,13) e aproximadamente cinco milhões (R$ 4. 903.607, 56) de repasses do FPM.

A categoria aguarda pagamento até o próximo dia 20, caso não aconteça é previsível que os profissionais declarem estado de greve. Peixe conta com cerca de 250 (duzentos e cinquenta) profissionais da educação municipal e atende cerca de dois mil alunos. (Ascom Sintet)

Por: Redação

Tags: Ministério Público Estadual, Sintet