Estado

Foto: Divulgação

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da 5ª e 7ª Promotorias de Justiça de Porto Nacional, expediu, nesta quinta-feira, 08, recomendação ao Estado do Tocantins para que sejam tomadas medidas visando garantir a segurança das pessoas que trafegam sobre a ponte do rio Tocantins em Porto Nacional. Isso porque há mais de quatro anos não há análise técnica dos riscos estruturais da obra. 

De acordo com um diagnóstico apresentado ainda em 2011, pela Agência de Máquinas e Transportes do Tocantins (Agetrans), houve um aumento significativo de danos estruturais na obra entre os anos de 2003 e 2010. No entanto, como medida, o órgão informou ao MPE apenas a limitação da velocidade máxima e de peso dos veículos que passam sobre o local. 

Com base nisso, os Promotores de Justiça Vinícius de Oliveira e Silva e André Ricardo Fonseca Carvalho recomendaram que a Agetrans determine, com urgência, nova análise técnica para verificação da atual situação da obra e de eventual existência de risco aos usuários; que avalie, com base em análises técnicas, a necessidade de maiores restrições ao tráfego de veículos sobre a ponte; e que determine, imediatamente, maior rigor na fiscalização das limitações de velocidade e peso. (Ascom MPE)