Saúde

Foto: Jeeferson Ferrari

O município de Gurupi participa nesta quinta-feira, 15, da segunda etapa do projeto-piloto do Programa Federal de Controle da Leishmaniose Visceral, o Calazar. O projeto visa controlar a doença com uso de coleira com deltametrina, repelente e inseticida recomendado pela Organização Mundial da Saúde como uma das principais formas de controle da doença.

A Secretaria Municipal de Saúde de Gurupi, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), dará início à segunda etapa do trabalho no período das 8 às 12 horas,  que deverá encoleirar mais  de 400 cães do bairro Alto da Boa Vista.  A concentração dos profissionais da saúde se dará nas dependências da  Escola Municipal Lenival Correia Ferreira. Já na sexta-feira, os trabalhos prosseguem no mesmo horário, porém, no sábado (17), os atendimentos serão realizados até as 16 horas.

O Coordenador do Centro de Controle de Zoonoses, Henrique Alencar Araújo, informou que a primeira etapa dessa ação aconteceu em maio passado, e é uma  parceria do município com o Ministério da Saúde para o  controle à leishmaniose no em Gurupi.

A coleira é indicada para o controle do mosquito transmissor do Calazar (Leishmaniose Visceral Canina); moscas e como auxiliar no controle de carrapatos e pulgas. As coleiras serão distribuídas gratuitamente pelo CCZ; uma parceria com o Ministério da Saúde.

Henrique Alencar disse ainda eu é importante levar o comprovante de endereço do do dono do animal. Depois do bairro Alto da Boa Vista, será feito o encoleiramento dos cães do Setor Sol Nascente e, posteriormente, do residencial Parque das Acácias.