Estado

Foto: Divulgação

Os servidores públicos do Quadro da Saúde dos municípios de Porto Nacional e Colinas do Tocantins podem usufruir o pagamento do salário de dezembro que estava atrasado. O atraso estava causando transtornos já que os profissionais estavam com suas contas atrasadas e aguardavam posicionamento das prefeituras municipais. Nos dois municípios, o Sisepe-TO atuou para que os servidores tivessem seus direitos garantidos.

Em Porto Nacional, a Delegacia Sindical Regional Centro-Sul do Sisepe teve reunião com os profissionais da Saúde no final da tarde desta terça-feira, 13. Quando os servidores estavam na reunião, chegou a informação de que os repasses necessários haviam sido feitos e o pagamento seria depositado na conta dos servidores. Para confirmar a informação, o Sisepe procurou os servidores logo no início da manhã desta quarta, 14, e eles confirmaram ter recebido. “Estivemos com os servidores da Saúde e eles confirmaram que o pagamento aconteceu”, contou o delegado da Regional Centro-Sul do Sisepe, Silvano Pereira.

O pagamento do salário em Porto Nacional encerra uma luta liderada pelo Sisepe na qual o Sindicato vinha, diariamente, cobrando da Prefeitura Municipal que atendesse a reivindicação dos servidores. Um ofício foi protocolado no último dia 08 cobrando o pagamento imediato e ressaltando que apenas algumas categorias de servidores haviam recebido o salário. No dia 12, uma reunião foi realizada entre o Sisepe e o prefeito Otoniel Andrade para tratar do assunto. Na reunião, o prefeito disse que houve um atraso no repasse de verbas de programas do Governo Federal e se comprometeu a realizar o pagamento até esta quarta-feira, dia 14. “A Prefeitura cumpriu o prometido e a vitória é dos servidores”, avaliou Silvano Pereira.

Já em Colinas do Tocantins, foi o 2º Conselheiro Fiscal do Sisepe, Cleidson Pereira Lima, que acompanhou o caso. Ele, que também é servidor público do município, esteve na Prefeitura para protocolar um ofício na última segunda-feira, dia 12, no qual o Sisepe estabeleceu um prazo máximo de 05 dias para que o pagamento fosse realizado. “Após a cobrança feita pelo Sindicato, a Prefeitura se sensibilizou e pagou os servidores”, contou Cleidson.

Atraso em outros municípios 

O atraso no pagamento do salário é uma situação que atinge servidores públicos de outros municípios tocantinenses. O Sisepe vem acompanhando a luta em prol do pagamento e oficiando as Prefeituras, estabelecendo prazo para que elas regularizem a situação. Os municípios que ainda não pagaram são Taguatinga e Peixe.

Em Peixe, a situação é ainda mais grave: a Prefeitura não efetuou o pagamento do 13º salário de 2014. O Sisepe aguarda posicionamento das duas Prefeituras. (Ascom Sisepe)