Saúde

Foto: Frederick Borges "Eu cuido para que o quintal fique sem mato e não deixo água parada”, explica dona Maria Luzinete

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), está investindo na qualificação das ações de combate aos mosquitos transmissores da dengue e da chikungunya. Com recurso adicional de R$ 436 mil oriundos do Ministério da Saúde, a Sesau intensificará medidas de vigilância, prevenção e controle dos vetores do Aedes aegypti e Aedes albopictus.

“Esse recurso vem destinado para o uso nas ações de prevenção e controle de dengue e chikungunya, que serão usados tanto para ações de controle do vetor quanto ações de capacitação, que nós realizaremos no Estado; e também serão usados para confecção de material educativo a serem disponibilizados para os municípios”, explica a gerente de Dengue, Chikungunya e Febre Amarela da Sesau, Christiane Bueno.

Segundo Christiane, o papel principal da gerência é o de monitorar os dados que os municípios repassam através de sistemas de informação como, por exemplo, o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) para Vigilância Entomológica do Aedes aegypti no Brasil. Após este passo, é feita a avaliação dos dados e, com base nisso, são estabelecidas ações e capacitações para desenvolver atitudes efetivas na prevenção e combate ao vetor da dengue.

Christiane ressalta que a orientação para a população continua sendo a mesma: principalmente a de que seja feita a limpeza de lotes e acondicionamento do lixo de forma adequada. “As informações que recebemos dos municípios são de que mais de 69% dos focos de dengue são encontrados nas residências e também nos lixos que são jogados de forma irregular. Precisa haver essa conscientização por parte da população, as pessoas devem cuidar das suas casas e ajudar o poder público a cuidar das suas cidades”, reforça.

A aposentada Maria Luzinete Soares Peres conta que mora no mesmo endereço há 17 anos e que nenhum morador da sua casa teve dengue. “Eu cuido para que o quintal fique sem mato e não deixo água parada. Até a água das galinhas que crio é trocada todos os dias”, destaca.

Capacitação

De 27 a 29 de janeiro a Gerência de Dengue, Chikungunya e Febre Amarela da Sesau realizará treinamento do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti. Participarão 30 municípios prioritários. O curso é destinado para digitadores e coordenadores da ação de campo. 

Casos de dengue em 2014

Durante o ano de 2014 foram 10.151 casos de dengue registrados no Estado do Tocantins. Este dado é parcial e extraído do LIRAa; no mesmo ano não houve nenhum óbito por dengue. Os sorotipos identificados foram o DEN 1 e 4.  (Secom-TO)