Palmas

Foto: Divulgação

O presidente da Associação dos Moradores do Taquari, Henrique Alves comentou ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 22, o decreto publicado no Diário oficial que trata da regularização do bairro. Com mais de 17 mil moradores essa é uma das principais demandas do bairro, porém, o presidente disse que é preciso avaliar as verdadeiras intenções da regularização.

“Se realmente resolver a situação só temos a agradecer porque é o sonho de todos os moradores, mas temos que ver se não é jogo político e enganação”, disse. Segundo o presidente o maior sonho dos moradores é a infraestrutura do bairro. “Será que é fato para mudar a realidade do nosso povo ou jogo político de marketing porque esse ano já inicia a política”, ponderou.

O prefeito Carlos Amastha (PP) montou uma casa e mora no bairro atualmente e chegou a dizer que só sai do bairro quando as principais demandas forem resolvidas, mas o presidente contestou. “Ele nem vai lá, o Taquari não teve nenhum benefício, só marketing do prefeito. É preciso respeitar a comunidade sofrida que sonha com uma qualidade de vida. Isso foi uma jogada de mestre do prefeito afinal essa gestão municipal é só marketing”, disse.

O decreto prevê que a Procuradoria Geral do Município de Palmas adotará as providencias necessárias, por via administrativa negociada ou judicial acerca das indenizações, bem como à possibilidade de outros instrumentos de quitação e de pagamentos disponíveis à Administração Pública. O prefeito comentou que o decreto representa o início de um sonho.