Ciência & Tecnologia

Foto: Divulgação

O motorista que rodar pelas estradas federais já pode comunicar, em tempo real, ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), os problemas encontrados nas rodovias – como buracos e quedas de barreira. Para isso, o órgão desenvolveu um aplicativo para smartphones e tablets que facilita o contato com os usuários: o DNIT Móvel. Sem a necessidade de dar um telefonema e nem ser atendido por um telemarketing, o programa envia o registro da ocorrência direto ao banco de dados do DNIT.

A localização exata da ocorrência é marcada por GPS. Com isso, pode-se mapear os problemas da malha rodoviária federal, atualizando os dados sobre suas condições. O DNIT Móvel com a ajuda dos usuários, permite que o reparo nas rodovias federais possa ser feito mais rápido, proporcionando, assim, mais segurança para os usuários.

Além disso, o aplicativo facilita o mapeamento das ocorrências mais constantes em determinada rodovia federal e possibilita o planejamento e a priorização dos trabalhos de manutenção e melhorias. “Isso dá mais eficiência ao uso dos recursos públicos e torna as estradas federais mais seguras”, afirmou o diretor de Planejamento e Pesquisa DNIT, Adailton Cardoso. 

O aplicativo

Utilizar o DNIT Móvel é muito fácil. O primeiro passo é fazer o download gratuito do programa nas lojas do Google Play. Em breve também estará disponível na Apple Store. Com o aplicativo devidamente instalado, o motorista já pode pegar a estrada e caso observe algum problema na rodovia, basta estacionar o carro e iniciar o processo.

O programa permite que a ocorrência seja feita de forma anônima. Caso o motorista queira uma resposta do DNIT, é necessário que o usuário faça um pequeno cadastro. Após abrir o programa, aparecerá um mapa com a localização do GPS. Antes de iniciar o processo, uma mensagem de alerta aparecerá na tela: ‘Você é o condutor?’. Em seguida, o programa chama atenção para que o veículo esteja estacionado. ‘Você só poderá informar uma ocorrência se não estiver dirigindo’. Não é recomendado o uso de celular enquanto se conduz o veículo.

Após essa confirmação, a tela do aplicativo disponibiliza um menu (em formas de ícones ou listagem –, a informação do GPS), a possibilidade de anexar fotos e os detalhamentos da ocorrência. O detalhamento será avaliado pela ouvidoria. Caso não tenha o sinal de internet e nem de GPS, é necessário informar o Estado, o número da rodovia e o quilômetro. O DNIT Móvel. guarda os dados e envia assim que a comunicação seja restabelecida.

Por: Redação

Tags: DNIT Móvel., Dnit