Saúde

Foto: Frederick Borges

O Estado do Tocantins vai contar com quatro novos Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias, habilitados pelo Ministério da Saúde e o governo federal vai disponibilizar R$ 360 mil por ano para a confecção de próteses odontológicas. Com essa medida, o Estado passa a contar com 16 laboratórios e terá capacidade de produzir 8,5 mil próteses por ano.

Os quatro novos laboratórios ficam nas cidades de Darcinópolis, Riachinho, Nova Olinda e Aguiarnópolis. Cada município terá capacidade para confeccionar 50 próteses dentárias por mês, beneficiando 2.400 pessoas por ano. Com isso, haverá ampliação da capacidade de atendimento em 30%.

Segundo a assessora técnica de Saúde Bucal de Alta e Média Complexidade da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Ellys Symone Gomes Arruda, com os novos laboratórios, mais tocantinenses terão acesso a melhorar a mastigação, evitando assim problemas de ordem sistêmica, como, por exemplo, a má digestão, além de aperfeiçoar a estética facial.

“Com a ampliação, mais pessoas terão acesso às próteses, resultando em qualidade de vida, dando para essas pessoas condições de se sentirem mais motivadas até para sorrir; pois as pessoas se constrangem quando tem a ausência dos dentes, não gostam de vir a público, às vezes até se restringem de falar, de estar no meio social, e essa medida é também uma forma de inclusão social”, ressalta Ellys Symone.

O acesso da população ao serviço é feito via unidade Básica de Saúde dos municípios. O cirurgião dentista da Estratégia de Saúde da Família será o responsável pela moldagem e adaptação da prótese.

A ampliação do atendimento faz parte das ações do Brasil Sorridente, programa que visa garantir assistência odontológica gratuita para a população que depende do Sistema Único de Saúde (SUS). Os recursos serão liberados diretamente para as secretarias municipais de Saúde, de acordo com a estrutura e a capacidade de fabricação de cada laboratório. (Secom-TO)