Polí­tica

Foto: Divulgação

O atual presidente da Assembleia Legislativa, Osíres Damaso (Democratas) esteve no Palácio Araguaia na manhã desta segunda-feira, 26, quando conversou com o governador Marcelo Miranda. Em entrevista ao Conexão Tocantins após o encontro ele revelou que pediu ajuda ao Chefe do poder Executivo para continuar no comando da Casa de Leis.

“Foi uma visita de cortesia, conversamos e pedi que ele pudesse me ajudar na recondução da Assembleia”, explicou Damaso que reafirmou ter o apoio de 13 parlamentares. O deputado frisou que sua vontade é ajudar o governo.

Outro assunto abordado é o orçamento que será destinado á Casa de Leis para este ano pelo atual governo. Segundo Damaso, ele já disse ao governo que pretende trabalhar com o mínimo possível para ajudar a economizar neste momento delicado para o Estado. “Queremos o que for possível, estamos num pensamento de contribuir com o estado  para trabalhar dentro do mínimo possível”, frisou. O orçamento da Casa de Leis será pouco mais de R$ 30 milhões.

O deputado frisou que quer ser o candidato de consenso de todos os deputados estaduais. Do lado governista a articulação política do governador trabalha para definir o candidato e faz uma articulação focada nos 13 novatos que iniciam mandato no próximo domingo, 1º.

Segundo o secretário de Articulação Política do governo, Paulo Sidnei informou ao Conexão Tocantins o governo faz um trabalho de diálogo e conversação com todos numa “engenharia política” para tentar eleger um aliado para a presidência. Dentre os governistas disputam a preferência os novatos Nilton Franco (PMDB) e Paulo Mourão (PT) e ainda os veteranos Toinho Andrade (PSD) e José Bonifácio (PR).

A eleição acontece dia 1º de fevereiro depois da sessão de posse dos 24 deputados que acontecerá às 9 horas da manhã.