Saúde

Foto: Divulgação

Segundo informou ao Conexão Tocantins na manhã desta terça-feira, 27, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Palmas (Sisemp), Carlos Augusto de Melo, os agentes de saúde da Capital se reunirão na próxima quarta-feira, 28, a partir das 8h30min juntamente ao Sindicato para discussão do piso salarial da categoria que ainda não é acertado integralmente pela Prefeitura de Palmas.

Os agentes de saúde reclamam por não receberem o que deveriam por direito, ao piso nacional no valor de R$ 1.104 que foi aprovado em maio do ano passado. “Nós vamos discutir essa defasagem. A Prefeitura ainda não está cumprindo o piso. Hoje não é somente o salário mínimo porque eles tem o plano de carreira mas o piso não está sendo pago”, afirmou. 

Carlos lembrou que o Sindicato cobra o pagamento do piso a categoria desde o ano passado e sobre a possibilidade de entrarem na justiça para que a Prefeitura de Palmas arque com o valor do piso salarial aos agentes de saúde da Capital o presidente afirmou que todos os pontos serão discutidos com a categoria na reunião de amanhã e ponderou:  "temos que decidir junto com a categoria", frisou. Conforme agentes informaram ao Conexão Tocantins a intenção é acionar o Ministério Público para que a prefeitura cumpra com o novo piso nacional da categoria.

Semus

​A Secretaria Municipal de Saúde informou ao Conexão Tocantins que já está em andamento processo administrativo para adequação do Piso Salarial dos Agentes Comunitários de Saúde. No entanto, segundo a Semus, a implementação do reajuste depende da publicação de um decreto do Governo Federal regulamentando a proposta. Assim que publicado este decreto a Semus dará continuidade ao processo. 

A Secretaria ainda informou que todos os agentes recebem salário mais gratificação e que nenhum dos servidores recebe valor menor que o piso salarial estipulado pelo Governo Federal.