Polí­tica

Foto: Divulgação

Os deputados começaram a formar os blocos partidários na Casa de leis num clima de desentendimento. A sessão teve que ser suspensa para que os deputados discutissem o assunto na sala vip.

O Solidariedade formou o bloco com: Jorge Frederico, Amelio Cayres, Vilmar do Detran e ainda Wanderlei Barbosa, todos filiados da legenda. Outro bloco formado oficialmente foi PSB, PRTB, PSL, PSDB e Democratas com os deputados: Ricardo Ayres, Junior Evangelista, Cleiton Cardoso, Olintho Neto e ainda o presidente Damaso.

Cleiton Cardoso, cotado para estar num bloco parlamentar que vai dar sustentação à prefeitura de Palmas, pediu para sair do bloco e chegou a comunicar à presidência mas mesmo assim continuou incluído no grupo. “Ele pediu a saída do bloco mas já havia sido publicada a formação do bloco”, justificou o presidente.  O deputado do PSD, Valdemar Junior disse que o pedido de Cleiton foi feito na tarde de ontem e mesmo assim foi publicado no Diário Oficial da Assembleia.

Ricardo Ayres (PSB), que lidera o bloco, apontou pressão por parte de partidos. “O que está acontecendo é pressão a alguns deputados por parte de partidos para que não integrem um bloco”, disse. Ele pediu que o deputado Cleiton se manifestasse.

Bloco PTB/PR

O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos foi indicado líder do novo bloco PTB/PR. A indicação foi formalizada nesta terça-feira, 7, em ofício encaminhado ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Osíres Damaso(DEM).

Além do deputado Eduardo Siqueira, o bloco PTB/PR é composto também pelos deputados Mauro Carlesse também do PTB, juntamente com Luana Ribeiro e José Bonifácio, ambos do PR.

Questionamento

O deputado do PT, José Roberto Forzani questionou a formação dos primeiros blocos e acusou a mesa diretora. “Começa hoje lendo requerimento sem assinatura de deputado coisa que nunca existiu aqui. Não é a mesa que define quais são os blocos são os partidos”, acusou.

O petista chegou a pedir ao presidente: “Solicito que o senhor respeitasse todos os partidos”, disse. Ele alega que apresentou uma composição de bloco que não foi lida na sessão e que isso seria uma tentativa de ganhar no grito. “Temos que acompanhar o regimento”, frisou.

O presidente Osíres Damaso (Democratas) rebateu: “A formação do bloco pertence aos membros do partido. Essa presidência não tem competência de dizer se um parlamentar vai participar de um deputado ou outro. Garanto ao senhor que essa presidência vai respeitar o regimento”, frisou.

O deputado Jorge Frederico, que é primeiro secretário da Casa,  disse que não cabe a Forzani debater sobre a formação dos blocos. O regimento rege que se um parlamentar sair de um bloco não poderá integrar outro na mesma sessão.

Os deputados apresentaram vários requerimentos e propostas. Mauro Carlesse (PTB) por exemplo pediu a criação da Frente Parlamentar do Agronegócio na Assembleia e ainda que o governo crie a Subsecretaria dos Assentamentos.

Comissões Temporárias

O deputado Eduardo Siqueira Campos apresentou a proposta de criação de duas comissões temporárias Especial uma delas com a finalidade de atualizar o texto  da Constituição estadual. “Alguns dispositivos da constituição estadual estão desatualizados com relação á constituição estadual”, alegou. Segundo ele os prazos de vigências e prazos diferem da constituição Estadual. “Isso afeta a vida do legislativo, do Executivo e dos segmentos afetados com uma determinada propositura’, disse.

Segundo ele, a Constituição confere ao Defensor geral da União o direito de encaminhar proposituras à união e a estadual não. A outra propositura de Eduardo é a criação de outra Comissão para alterar o regimento interno da Casa de Leis. (Atualizada às 19h)