Empregos e Serviços

Foto: Divulgação

A Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do estado do Tocantins (Sindepol-TO), Cinthia Paula de Lima, presidiu nesta semana, assembleia extraordinária com Delegados filiados e convidados. Em pauta, foi deliberado sobre a ação judicial em cumprimento as Leis n° 2.853 e n° 2.882, entre outros assuntos de interesse da classe.

A lei n° 2.853, de 9 de abril de 2014, publicada no Diário Oficial n° 4.107, que altera a tabela de subsídios do cargo de delegado de Polícia Civil, evidencia que os valores devem ser  incluídos na folha de pagamento de janeiro/2015, consequente adimplemento até o quinto dia útil do mês de fevereiro de 2015. Mas até então, os novos valores não foram incluídos na folha. Os delegados irão aguardar o posicionamento do Governo, para só então dar por encerrada essa assembleia.

“Estamos em um momento de crise extrema, na qual nossas garantias e prerrogativas estão ameaçadas. A assembleia do Sindicato é o momento de refletir sobre todo o contexto e traçar as estratégias. Não abriremos mão de nenhuma conquista e aguardamos a posição do governo para deliberação de todas as providências necessárias na garantia de nossos direitos”, salientou Cinthia. 

Outro assunto colocado em pauta foi à escolha do escritório de advocacia, que prestará assistência jurídica ao sindicato, no qual, a partir de agora, será o escritório do Advogado Mauro Ribas. Foi apresentado ainda, o relatório das receitas e despesas referentes ao de 2014, e o mesmo foi aprovado por unanimidade.  

Por: Redação

Tags: Cinthia Paula de Lima, Sindepol