Estado

Foto: Divulgação

Com o objetivo de inserir o cidadão tocantinense no mercado de trabalho, ampliando as oportunidades educacionais, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o Governo do Estado publicou edital para contratação de 499 professores formadores e 20 vagas para apoio pedagógico.  Com a contratação, os cursos do programa serão oferecidos em cinco novos municípios.

Para os interessados em participar do processo seletivo, de acordo com o presidente da Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação, George Brito, as inscrições serão feitas, exclusivamente, pela internet. “Toda a documentação para análise de currículo será encaminhada pela internet, por meio do endereço: www.tecnologia.to.gov.br”, disse o presidente ao destacar que o edital estará disponível ainda nesta quinta-feira, 19, no site da Agência e que também será publicado no Diário Oficial do Estado.

As inscrições se iniciam nesta quinta e seguem até o dia 24 de fevereiro. Nos dias 25 e 26 será feita a análise curricular dos inscritos e logo em seguida será feita a divulgação do resultado preliminar. Já o resultado final do certame será divulgado em 6 de março. Neste mesmo mês, as aulas serão iniciadas.

Ainda de acordo com Brito, serão considerados alguns critérios para a contratação dos profissionais: “Será feita a análise curricular e os interessados devem ter formação mínima de técnico para diversas áreas; outras áreas, a formação mínima é a graduação e, tendo a especialização, mestrado, doutorado, ele [o concorrente] tem uma pontuação maior, assim como será considerada a experiência em sala de aula”, explicou.  

Com a contratação dos profissionais serão iniciadas as atividades da segunda fase das aulas do Pronatec, que passa a atender 42 municípios tocantinenses. Nessa etapa, cinco novos municípios passam a contar com cursos do programa: Ananás e Itaguatins - técnico em Agroecologia; Caseara - técnico em Meio Ambiente; e Cristalândia e Nova Olinda - curso técnico em agente Comunitário de Saúde.

Bolsas

São pagas aos professores formadores bolsas que variam de R$ 40 a R$ 50 por hora/aula. As verbas para o programa são repassadas pelo Ministério da Educação (MEC) e administradas pela Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Regularização

De acordo com o presidente da Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação, antes do início das aulas, a dívida deixada pela gestão anterior referente ao pagamento de professores e de bolsas para alunos – que somada chega a 507 mil - já terá sido quitada pela atual gestão.

Por: Redação

Tags: George Brito, Pronatec