Polí­tica

Foto: Divulgação Presidente da Casa, Damaso, apresentou Decreto legislativo Presidente da Casa, Damaso, apresentou Decreto legislativo

A mesa diretora da Assembleia apresentou um Decreto legislativo nesta quarta-feira, 25, que susta os efeitos  dos decretos do governo estadual de 10 de janeiro de 2015 que tratam da concessão dos benefícios aprovados pela Casa de Leis ano passado a algumas categorias.  “ O Decreto susta os decretos do poder Executivo que tirou os benefícios para o governo do Estado”, explicou o presidente Osíres Damaso ao dizer que o decreto será  discutido exaustivamente entre os parlamentares. Votaram contra a urgência do Decreto os deputados governistas José Roberto Forzani , Paulo Mourão, Toinho, Bonifácio, Nilton Franco , Cleiton Cardoso (PSL) e Amália Santana mas ainda assim a maioria da oposição aprovou que a matéria seja lida e aprovada na próxima sessão.

A discussão de hoje pela manhã foi sobre a instalação das comissões . A Casa vai publicar ainda a indicação dos presidentes das comissões porém as duas principais, Constituição e Justiça e a de Finanças terão como presidente Valdemar Junior e Amélio Cayres, respectivamente. O deputado do PR, José Bonifácio saiu da composição de todas as comissões temáticas na Assembleia Legislativa e foi substituído pelo deputado do PTB, Eduardo Siqueira Campos.

Polêmica

O ex-deputado estadual Sargento Aragão (sem partido)  estava na sessão  e foi chamado pelos deputados de “Coronel Aragão” em referência à promoção que ele foi beneficiado na gestão passada reascendendo assim a polêmica sobre o assunto. O deputado Bonifácio o chamou de “Sargento Coronel Aragão” e gerou reação de alguns colegas. “Isso não é uma gozação é um direito que o Aragão conquistou através do critério de excepcionalidade”, comentou Wanderlei Barbosa.

Barbosa disse esperar que a Casa de Leis tome providências com relação à ação do governo de anular alguns benefícios concedidos na gestão passada. “Espero que as perdas dos decretos sejam minimizadas com ações da Casa legislativa que aprovou os projetos”, disse.

Eduardo Siqueira Campos (PTB) também saiu na defesa do Aragão e disse que admira a atuação dele. “Não imaginava que ele fosse motivo de citações tão calorosas de seus pares com sua permanente e bem vista visita”, disse.

Ricardo Ayres chegou a dizer que a promoção  de Aragão foi a mais justa que já teve na corporação militar.

Por: Redação

Tags: Assembleia Legislativa