Polí­tica

Foto: Divulgação

Cerca de 9.800 eleitores tocantinenses deixaram de comparecer às urnas nos últimos três pleitos e deverão se regularizar perante a Justiça Eleitoral a partir desta segunda-feira (2). Eles deverão comparecer ao Cartório da Zona Eleitoral, onde é inscrito, munido de documentos pessoais e do Título de Eleitor.

De acordo com a legislação eleitoral, quem faltou e não justificou a ausência de voto em três eleições consecutivas, poderá ter o título de eleitor cancelado. Cada turno corresponde a uma eleição.

Em Porto Nacional (3ª ZE), quarto maior colégio eleitoral do Estado, 686 eleitores não exerceram o direito ao voto. Em Gurupi (2ª ZE), terceiro maior colégio eleitoral foram registrados 654 faltosos. Para consultar a situação eleitoral, o interessado poderá acessar o site da Justiça Eleitoral do Tocantins: www.tre-to.jus.br ou ir diretamente ao Cartório.

Nos dois maiores colégios eleitorais do Estado, Palmas (29ª ZE) e Araguaína (1ª ZE), de acordo com estatística da Seção de Cadastro e Sistemas Eleitorais (Secase), todos os eleitores estão em situação regular. “Esse dado é por conta da terceira etapa do recadastramento biométrico, (realizada em 2013 e 2014 nas duas Zonas Eleitorais), oportunidade em que os eleitores faltosos nos três últimos pleitos aproveitaram para ajustar-se com a Justiça Eleitoral”, disse Edison Leão, chefe da seção.

Os eleitores que procurarem a Justiça Eleitoral serão orientados a solicitar a formalização de Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE), com operação de revisão ou transferência, conforme o caso, instruindo o pedido com a documentação necessária.

Confira listas dos faltosos identificados em anexo