Polí­tica

O diretório do partido dos trabalhadores de Esperantina informa a sociedade tocantinense que rompeu com a prefeitura da cidade nesta sexta-feira, 6, e entregou todos os cargos de confiança que exercia no primeiro, segundo e terceiro escalão da administração municipal.

Um dos motivos alegados pelo partido foi infidelidade partidária do atual prefeito de Esperantina Albino Xavier (PT) nas eleições de 2014, onde manifestou apoio aos candidatos a deputado estadual, deputado federal, governador e senador de coligação opositora ao grupo que a maioria da militância petista tocantinense decidiu apoiar durante encontro estadual do partido.

O partido fala ainda em evidências de atos praticados fora da legalidade pela administração municipal e de ausência de diálogo entre o prefeito e a base para definir ações da administração municipal. Conforme ainda  a direção do PT há umapPostura intransigente na relação com a direção municipal e estadual do partido, resistindo em dialogar com dirigentes e a militância partidária.

“Diante desta situação o PT de Esperantina decidiu tornar pública a decisão da maioria de seus filiados e esclarecer a comunidade que os atos da administração municipal não representam o posicionamento do partido”, informou a legenda. 

Por: Redação

Tags: Esperantina, Partido dos Trabalhadores