Saúde

Foto: Divulgação

Com a expectativa de vacinar 6.281 meninas contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) já começou a mobilização para que a meta seja atingida. O objetivo principal desta vacinação é evitar o câncer do colo do útero, que é uma doença grave e pode ser uma ameaça à vida. No Brasil, é a segunda principal causa de morte por câncer entre mulheres.

As vacinas já estão disponíveis em todas as Unidades de Saúde da Família de Palmas.   HPV foi inserida no Calendário Nacional de Vacinação pelo Ministério da Saúde em março de 2014 para meninas de 11, 12, 13 anos e a partir de janeiro deste ano para meninas de 9, 10, 11 anos.

Segundo explicou a coordenadora da Central Municipal de Vacina (CEMUV), Elaine Dias, a Semus adotou a mesma estratégia do ano passado estratégia de ir até as escolas públicas e privadas do Município. “Já identificamos que a maioria não procura a USF para vacinar, então desta forma teremos mais agilidade para atingir a meta vacinal que é acima de seis mil meninas”, informou Elaine.

Primeira dose

Às meninas nas faixas etárias de 11, 12 e 13 que fizeram a primeira dose em 2014, devem se estar atentas ao fato de que a vacina continua disponível nas unidades de saúde. Orientamos ainda que procure sua unidade de referência para receber a segunda dose.

A partir de 29 de Janeiro do corrente ano, o Ministério da Saúde, lançou a Nota Informativa nº01, onde altera a faixa etária e o intervalo de doses da vacina HPV para mulheres de 9 a 26 anos de idade vivendo com HIV. É necessário a prescrição médica para mulheres soropositivas, que deve ser apresentado no ato da vacinação. (Secom-Palmas)