Estado

O Governo do Estado, por meio da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), fez o reconhecimento e a quitação da dívida de quase R$ 1,7 milhão, herdada da gestão anterior. Mesmo diante do número reduzido de servidores e um volume considerável de contas pendentes, a ação integra uma das medidas executadas nos primeiros 60 dias de trabalho da nova gestão, com o intuito de dar continuidade aos atendimentos de saneamento básico nos municípios do Tocantins.

Após levantamento de pendências da gestão anterior, relativas à falta de pagamento e adimplemento de débitos dos contratos vigentes da Agência, a Diretoria de Administração e Finanças, afirma que está cumprindo com obrigações financeiras atrasadas e atuais. Os atrasos correspondem a 44 contratos deixados em aberto, contabilizando, aproximadamente, R$ 1,7 milhão em dívidas que se referem a fornecedores, prestadores de serviços e empresas contratadas pela ATS.

Segundo o diretor financeiro, Lourenço Bizerra, ainda há débitos deixados pela gestão anterior a serem sanados. Entre eles, dívidas com empresas que prestaram serviço ao Programa Água para Todos. Lourenço Bizerra explica ainda que a diretoria trabalha para sanar todas as irregularidades encontradas em prazo exíguo e para o cumprimento das demandas sem gerar qualquer prejuízo e danos aos prestadores de serviços da Agência. “O nosso empenho a partir de agora é proporcionar melhoria no atendimento dos serviços de fornecimento de água e demais áreas de responsabilidade da ATS", observou.

Diante do desempenho de atividades pontuais, o presidente da Agência, Eder Fernandes, ressalta que embora o levantamento das ações ainda esteja sendo feito, a ATS tem atendido às reivindicações dos gestores municipais e priorizado atendimentos de caráter emergenciais.

“Estamos dando celeridade a todas as demandas da ATS, em especial ao programa “Água para todos/Tocantins sem Sede”. Nossa meta é aliar esforços para melhorar cada vez mais o tratamento e fornecimento de água, bem como o esgotamento sanitário, visando sempre o bem-estar da nossa população”, avaliou.

Por: Redação

Tags: ATS, Eder Fernandes, Lourenço Bizerra