Estado

Foto: Divulgação

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou no final da tarde desta quinta-feira, 26, que, após declarada a ilegalidade da greve da Polícia Civil, foi dada a oportunidade aos policiais que se encontravam em situação de insurgência que comunicassem, por escrito, seu retorno ao trabalho, até as 18 horas desta quinta-feira, dia 26. 

Portanto, até o começo da noite, cerca de 600 policiais civis já fizeram este comunicado, segundo a pasta. A SSP ressalta que os dados ainda estão em fase de consolidação, devendo ser concluído nesta sexta-feira, data em que o Governo do Estado espera que os serviços que estavam paralisados sejam retomados.

A greve já passa de um mês e o governo confirmou que vai cortar o ponto dos grevistas que não retornarem aos postos de trabalho.

O Sindicato dos Policiais Civis – Sinpol negou que haja normalização dos serviços e continua afirmando que a categoria continua totalmente de greve. Todas as tentativas de negociações fracassaram e a justiça já determinou que os grevistas encerrem a greve sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

 Os policiais reivindicam pagamento de realinhamento salarial concedido pelo governo passado e que traz impacto de R$ 33 milhões por ano.

Por: Redação

Tags: Greve, Polícia Civil, Segurança Pública