Polí­tica

Foto: Divulgação Deputada afirma que o momento é delicado para a classe política em geral Deputada afirma que o momento é delicado para a classe política em geral

Após três meses de mandato na Câmara Federal a deputada e primeira-dama do Estado, Dulce Miranda concedeu entrevista exclusiva ao Conexão Tocantins e comentou sobre a atual conjuntura política do País bem como a clima interno no PMDB além das bandeiras que defende na Câmara Federal. Dulce teve votação histórica de mais de 70 mil votos em todas as regiões do Estado e com notória preferência do eleitorado de Palmas.

Questionada sobre a expectativa para o novo comando do PMDB a deputada defende o começo das articulações para o pleito no ano passado. “A expectativa que temos do partido é que ele continue sendo o PMDB que sempre foi, dinâmico, democrático e forte. Temos que começar a discutir as eleições municipais para sairmos fortalecidos do processo eleitoral”, afirmou. O partido atualmente tem à frente uma comissão composta pelos deputados estaduais e federais da legenda. 

O deputado federal da legenda e líder da bancada federal do Estado, Carlos Gaguim sinalizou um suposto afastamento político da atual gestão. Questionada sobre o assunto a deputada diz respeitar seja qual for a decisão do colega. “O Deputado Gaguim é um companheiro e sempre respeitamos as suas decisões. O governador Marcelo Miranda é tranquilo, democrático, equilibrado e suas ações são pautadas por essas marcas. Seja qual for a decisão do deputado, nós respeitaremos”, afirmou.

A deputada comentou ainda a movimentação de alguns Sindicatos ao governo estadual para pagamentos de benefícios mesmo com a situação financeira delicada  do Estado. “O Governo Marcelo Miranda assumiu o Estado com diversos problemas, com compromissos firmados, mas sem condições de serem cumpridos. Tenho a certeza de que uma solução será encontrada para essas questões”, garantiu.

Outro assunto abordado com a parlamentar é o momento político delicado do governo da presidente Dilma bem como as manifestações contrárias à gestão do governo federal. “O processo político muitas vezes tem altos e baixos, tudo isso faz parte. A  sociedade pede a reforma política e a melhor resposta às manifestações, é debater isso, mudar. Não sou titular da Comissão da Reforma Política, mas tenho acompanhado as discussões e vejo que será uma resposta clara e eficaz para o Brasil. O momento é delicado para a classe política como um todo”, avaliou.

Trabalho na Câmara

A deputada Dulce Miranda fez ainda uma avaliação dos primeiros meses de trabalho na Câmara Federal nos quais ela levantou bandeiras importantes como o empoderamento da mulher a e a defesa ao pacto federativo. “É uma avaliação positiva e de muito aprendizado, mas também de troca de experiências.  Nestes quase dois meses de atuação na Câmara dos Deputados, estou atuando em três Comissões, a Comissão de Seguridade Social e Família, Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Comissão Permanente Mista de Combate à Violência Contra a Mulher. Essas comissões são importantes para as áreas que me dispus a trabalhar em prol do estado e dos tocantinenses. Participo ainda das ações da bancada Feminina do Congresso e sou vice-líder do PMDB. Os trabalhos na Câmara são bastante dinâmicos”, definiu.