Educação

Foto: Juliano Ribeiro

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) chega aos 100 dias de gestão e o conjunto de iniciativas já garantiu resultados positivos. Ao todo, já foram liberados mais de R$ 21 milhões para a gestão das escolas, alimentação escolar, transporte e Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

De acordo com um estudo divulgado pela Diretoria Financeira da Seduc, nos primeiros 100 dias de gestão, o valor total de repasses em 2015, foi de R$ 21.460.374,83. Desta forma, neste ano foram repassados em média R$ 7,15 milhões mensais às escolas do Tocantins, quase o dobro dos R$ 3,9 milhões que foram repassados mensalmente em média pela antiga gestão levando em conta os anos de 2013 e 2014.

Em valores absolutos, durante os dois últimos anos da gestão anterior, as unidades escolares da rede estadual de ensino receberam cerca de R$ 47 milhões anuais. Sob este prisma, o levantamento feito pela Seduc aponta que somente nos primeiros meses de 2015 foram repassados cerca de 45% do valor total investido por ano entre 2013 e 2014.

Além de regularizar os repasses para as escolas, a Seduc ainda trabalha no intuito de manter parcerias no transporte escolar para 135 municípios do estado. Depois de uma rodada de negociações e a formulação de um plano para quitar a dívida com a empresa que presta este serviço, a Secretaria chegou ao parcelamento da dívida de mais de R$ 12,5 milhões em oito vezes e, assim, reestabelecer o transporte de estudantes da rede estadual. Estes recursos são utilizados para ajudar as prefeituras na manutenção dos veículos e garantir o transporte de alunos da zona rural. 

Para o secretário Adão Francisco de Oliveira, os resultados atingidos neste primeiro momento de Governo reforçam o trabalho de uma gestão voltada para a educação e que quer ver o Tocantins crescer ainda mais. “Queremos nos tornar referência em vários setores, seja na ressignificação do currículo, na valorização e formação do profissional, em escolas de referência, ou na educação do campo”, reforçou.

Alimentação escolar

Além de regularizar a situação das dívidas herdadas, a Secretaria da Educação implementou o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que visar garantir alimentos de qualidade aos estudantes. O Programa é gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e coloca a alimentação como um direito primordial do aluno.

Com relação à alimentação escolar, nos primeiros 100 dias da gestão já foram repassados R$ 3.266,628,00, equivalente a equivalente a mais de 70 % do que foi executado nos anos de 2013 e 2014 respectivamente, incluindo R$ 500 mil referentes a dívidas com fornecedores de alimentos das escolas da Rede.

De acordo com a diretora Financeira da Seduc, Ana Paula Santos, o governo atual retomou o papel de articulação e diálogo com as diversas entidades representativas do Tocantins e conseguiu resgatar a confiança dos parceiros. “Em apenas três meses nós já conseguimos negociar as dívidas herdadas pela antiga gestão e já repassamos valores referentes a transporte e merenda escolar. Estamos diante de um novo modelo de governo que prioriza a educação”, pontuou.

Arrumando a casa

O secretário Adão Francisco explicou que o Governo vem trabalhado para cumprir as demandas para com as escolas.  “Nós estamos fazendo a nossa parte repassando os recursos de 2015, e ainda resolvendo questões deixadas pelo governo passado. Além disso, nós temos um objetivo que é valorizar os profissionais, dar transparência às ações, e principalmente garantir aos mais de 11 mil alunos da rede estadual uma educação de qualidade que implica diretamente na formação plena do estudante”, concluiu. (Ascom Seduc)