Polí­cia

Foto: Divulgação Kelle foi encontrada morta dentro da quitinete onde morava na 706 sul Kelle foi encontrada morta dentro da quitinete onde morava na 706 sul

O Ministério Público Estadual (MPE) obteve êxito na Ação Penal que pedia a condenação de Welton Osório da Silva, 22, anos pelos crimes de latrocínio e estupro seguido de morte da jovem Kelle Maria Araújo Silva. O caso ocorreu em agosto de 2014, na cidade de Palmas. O Poder Judiciário atendeu aos pedidos do MPE e condenou Welton a 46 anos de reclusão.

O caso teve grande repercussão em todo o Estado e até na mídia nacional em função de declarações registradas em vídeo e divulgadas na internet, em que Welton Osório confessa o crime em tom de deboche. Ele foi preso portando o dinheiro que recebeu da venda da moto de Kelle, que também teve outros bens furtados. Antes de ser morta por estrangulamento, a vítima foi amarrada e violentada.

De acordo com o promotor de Justiça André Ramos Varanda, autor da denúncia, o condenado agiu com extrema frieza e brutalidade. A decisão foi proferida pelo Juiz da 3ª Vara Criminal de Palmas, Rafael Gonçalves de Paula, no dia 29 de março.