Estado

Foto: Pedro Barbosa

Passo determinante no processo de consolidação para transformar o aeroporto de Palmas em Plataforma Logística foi dado na manhã desta quarta-feira, 15, pelo governador Marcelo Miranda e pelo presidente da Infraero, Antônio Gustavo do Vale. Avanço nesse sentido foi dado durante reunião realizada na sede da estatal, em Brasília, na presença de autoridades federais e estaduais, representantes das partes envolvidas.

“A demanda do governador veio em boa hora, vai ao encontro do nosso projeto para Palmas e é fundamental para que a Plataforma se concretize”, disse o presidente da Infraero, Antônio Gustavo Matos do Vale. Segundo ele, a capital tocantinense tem as condições favoráveis para a implantação dessa demanda, especialmente pela localização geográfica. “Palmas é um ponto estratégico para a distribuição de cargas”, considerou.

Na avaliação do governador, o resultado da reunião foi bem mais que o esperado. “Surpreendente. Além da boa receptividade do presidente à nossa demanda, conseguimos avançar em relação ao que será preciso fazer para a concretização desse projeto, que representa o empenho do Governo do Tocantins na melhoria de logísticas que fortalecerão nosso comércio, nossa indústria, nossa economia”.

O presidente da Federação das Indústrias do Tocantins (Fieto), Roberto Pires e as deputadas federais Dulce Miranda e Josi Nunes participaram da audiência a convite do governador. Para Roberto Pires, a Plataforma será um passo determinante no fortalecimento da indústria tocantinense. A deputada Dulce Miranda aproveitou a oportunidade para lembrar o compromisso do governo federal com os outros aeroportos no Tocantins, a exemplo dos de Araguaína, de Gurupi e de Mateiros.

“Com o apoio e interesse do Governo do Tocantins, faremos um trabalho de formiga rápida”, brincou, seriamente, o superintendente de Logística de Carga da Infraero, Francisco Xavier. Segundo ele, a Plataforma de Palmas será espelhada no exemplo já realizado no Paraná, que após oito anos parada, passou a operar com resultados surpreendentes. “Seguiremos passos semelhantes para que o Tocantins também tenha sua Plataforma”, adiantou.

Próximos passos

Os caminhos a serem traçados em prol desse objetivo que une Infraero e Governo do Tocantins foram fechados durante a reunião. Um deles é a  realização de um Fórum com todos os segmentos envolvidos – indústria, comércio, aviação, dentre outros – para discutir as vantagens e benefícios da Plataforma. Na previsão do diretor Comercial da Infraero, André Luis de Barros,   o evento será previamente planejado para junho deste ano.

Participantes

Ainda na comitiva do governador, o secretário e subsecretário de Estado da Representação do Governo em Brasília, Renato de Assunção e Paulo Martorelli, respectivamente, e o vice-presidente da Fieto, Luciano Rocha. A Infraero teve os seguintes representantes - Francisco Xavier, superintendente de Logística de Carga, e Natan Machado de Campos Neto, gerente de Negócios e Mercado.

Benefícios da Plataforma

A Plataforma Logística de Palmas deve otimizar o processo de distribuição e de transporte de cargas, não apenas do que é produzido no Tocantins, mas também em estados vizinhos e, até, os mais distantes. Com a implantação, o Estado reforça e otimiza sua capacidade de melhoria de importação e exportação de produto, favorecendo aos pequenos, médios e grandes empreendimentos. (Secom-TO)