Campo

Foto: Fabiola Dias

Com um potencial de produção de sementes de grãos na entressafra, numa área de aproximadamente 1 milhão de hectares, estará aberto a partir desta segunda-feira, 20 de abril e segue até o dia 15 de junho, o prazo para plantio de sementes de soja nas várzeas tropicais do Tocantins, na região que compreende os municípios de Dueré, Lagoa da Confusão, Santa Rita do Tocantins, Pium e Formoso do Araguaia.

Segundo a Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), o plantio de soja autorizado pela Agência neste período só pode ser utilizado para fins de pesquisa e produção de sementes. “O plantio de sementes na entressafra nas várzeas tropicais tocantinenses só é possível porque ela possui uma excepcionalidade nas condições climáticas e territoriais,” disse o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

O inspetor de Defesa Agropecuária da Adapec, Luís Henrique Michelin, explicou que o plantio de sementes no Tocantins é justificado pela condição sanitária do material produzido, pela competência do acompanhamento do Estado e a eficiência do setor produtivo. Ele recordou, que os produtores deverão informar ao escritório da Adapec do seu município a área a ser plantada.

Para garantir a segurança sanitária e o controle de pragas, a Adapec monitora semanalmente 100% de toda a área plantada nas várzeas tropicais com uma equipe de 100 inspetores. A Agência alerta que o plantio de soja nas demais regiões do Estado continua proibido, conforme prevê a legislação. Em caso de desrespeito a esta norma, o produtor será notificado, multado e poderá até mesmo ter a sua propriedade interditada.

Em 2014, durante o período de entressafra foi plantada uma área de 54.960 hectares nas várzeas tropicais, com uma produção de mais de 162 mil toneladas de sementes.

Por: Redação

Tags: Adapec, Humberto Camêlo, campo