Palmas

A prefeitura de Palmas encaminhou nota ao Conexão Tocantins onde nega qualquer tipo de agressão por parte da Guarda Metropolitana contra militantes do movimento de Moradia que tentaram na noite de ontem invadir outra área da capital. Na nota a prefeitura afirma que a ação da Guarda impediu uma nova invasão na capital.

“Ao receber denúncia sobre nova ocupação nas proximidades da quadra 1406 Sul, deslocou na noite de segunda, 20, equipes da Guarda Metropolitana para averiguar o fato. Chegando ao local encontrou quatro homens que já haviam roçado o local, montado acampamento e fincado a bandeira do movimento”, afirma a nota que acrescenta ainda que não houve agressão alguma, pois se tivesse ocorrido, a delegada de plantão teria solicitado o Exame de Corpo de Delito.

O MST encaminhou nota na manhã de hoje acusando a guarda de agressão.

Veja a íntegra da nota com as explicações da prefeitura:

Assunto: Nota Ocupação

Data: 21/04/2015

Sobre nota enviada à imprensa por líderes de movimentos sem teto na qual acusam a Guarda Metropolitana de Palmas de não agir corretamente ao coibir uma nova invasão por parte de integrantes da antiga ocupação das obras do PAC na 1304 e 1306 Sul, a Prefeitura de Palmas esclarece que:

 - Ao receber denúncia sobre nova ocupação nas proximidades da quadra 1406 Sul, deslocou na noite de segunda, 20, equipes da Guarda Metropolitana para averiguar o fato. Chegando ao local encontrou quatro homens que já haviam roçado o local, montado acampamento e fincado a bandeira do movimento.

- Na abordagem, os ocupantes afirmaram que nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, 21, outras famílias iriam para o local para dar início a uma nova ocupação.

- Um dos homens também afirmou que quem liderava a nova invasão era o ex-vereador Bismarque do Movimento, que inclusive já havia instruído as famílias que recentemente desocuparam as obras da 1304 e 1306 Sul, a invadir dentro de 90 dias, os mesmos prédios inacabados, caso as obras não fossem retomadas.

- Após ouvir, os relatos, os guardas metropolitanos recolheram todos os pertences dos quatro homens e os encaminharam à 2ª Delegacia de Polícia, onde o Boletim de Ocorrência foi registrado e os quatro homens liberados.

- Não houve agressão alguma, pois se tivesse ocorrido, a delegada de plantão teria solicitado o Exame de Corpo de Delito.

- O caso não foi configurado como invasão, porque a Guarda Metropolitana chegou a tempo de impedir, configurando assim, apenas a uma tentativa de invasão. Os homens saíram da 2ª DP acompanhados de Bismarque e seu advogado.

Por: Redação

Tags: Prefeitura de Palmas