Estado

Foto: Divulgação

Com mais de 1.500 inscrições registradas o III Congresso Internacional de Direitos Humanos tem início na noite desta quarta-feira (22/4), a partir das 18h30, no auditório do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO). Dentre os participantes, magistrados, servidores do Poder Judiciário tocantinense, demais operadores do Direito e universitários. O evento é uma realização do Poder Judiciário, por meio da Escola Superior da Magistratura Tocantinense - Esmat, em parceria com a Universidade Federal do Tocantins - UFT.  

Na abertura oficial, será apresentado o tema: Os Movimentos Sociais no Contexto da Reforma Política no Brasil, com o conferencista João Ricardo dos Santos Costa, presidente da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB).

Este ano o Congresso traz o tema “O Respeito aos Direitos Humanos com o Advento da Globalização e Diversidade das Configurações Sociais”. Durante os próximos três dias o evento reunirá representantes de diversos países, como Brasil, Chile, Espanha, França, Paraguai, Portugal, Reino Unido, na busca por respostas aos grandes e atuais desafios em defesa da cidadania.

A inscrição, gratuita e aberta para as 42 comarcas do Estado, permite que servidores que atuam no interior também acompanhem via satélite à transmissão do Congresso pela rede tecnológica da Esmat. As atividades são parte do Programa de Mestrado Profissional e Interdisciplinar em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em parceria com a Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat).

Doação de alimentos

O Congresso este ano traz uma novidade solidária, a arrecadação de alimentos para doações. No ato do credenciamento, o inscrito deverá doar 1kg de um dos seguintes alimentos não perecíveis: açúcar, feijão, arroz, farinha de trigo e macarrão, ou 1 litro de leite tipo longa vida. Todos os itens deverão ter data de validade superior a 30 dias. (Ascom TJ)

Por: Redação

Tags: Tribunal de Justiça