Estado

Foto: Divulgação

A 1ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Araguaina finalizou seu processo de digitalização do seu acervo físico remanescente. Uma equipe formada por cinco servidores e três estagiários virtualizaram o total de 1.004 processos.

O juiz Carlos Roberto de Souza Dutra, atualmente respondendo pela Vara, destacou algumas das vantagens de atuar com processos 100% digitais. “O processo eletrônico é de suma importância para o Judiciário e jurisdicionados, uma vez que proporciona, não somente celeridade processual, mas também redução de custos, maior acessibilidade e publicidade, contribuindo significativamente para a preservação do meio ambiente na medida em que dispensa o uso de materiais para a formalização de atos”, afirmou o magistrado.

Para a técnica judiciária Janete Barbosa de Santana, integrante da equipe responsável pela digitalização, “foi um avanço muito grande para o Judiciário, pois agiliza muito a prestação jurisdicional. Já estamos experimentando as facilidades trazidas pelo sistema e-Proc”, afirmou.