Polí­tica

Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa realiza nesta terça-feira, dia 5, às 14 horas, audiência pública proposta pelo deputado Paulo Mourão (PT), líder do Governo na Assembleia Legislativa, para debater os problemas e buscar soluções para a situação da saúde pública do Tocantins, com destaque à dificuldade de realização de cirurgias pelo Hospital Geral de Palmas (HGP).

O parlamentar vem acompanhando os problemas ocorridos no Hospital Geral de Palmas (HGP) que vão desde a falta de atendimento a falta de médicos e medicamentos. “Estamos  propondo um encontro com o Secretário de Estado da Saúde, Diretoria do HGP a fim de debatermos os problemas enfrentados pelo  hospital”, afirmou.

Paulo Mourão tem demonstrado grande preocupação com os valores gastos na saúde, principalmente com folha de pessoal, sendo que os serviços prestados à população deixam a desejar. “É preciso debater porque se gastam milhões com folha de pessoal aqui no Tocantins, mesmo assim temos um serviço de saúde de baixa qualidade, queremos debater essa questão, bem como a saúde pública do Tocantins como um todo, a sociedade precisa de uma resposta”, avaliou.

Segundo Mourão, o Governo do Estado tem buscado suprir a carência de médicos através de contratações para oferecer um melhor atendimento à população enquanto o Estado se estabiliza, mas “os serviços de urgência e emergência ainda enfrentam problemas que prejudicam o andamento da fila das cirurgias”, ressaltou.

De acordo com o deputado, é preciso dar uma resposta  às pessoas que estão sofrendo na fila dos hospitais aguardando por cirurgias. “Temos que apresentar soluções para estes problemas que vem gerando transtornos aos cidadãos que necessitam do serviço público de saúde e estão na fila angustiados à espera por atendimento cirúrgico,” ressaltou.

Dentre os convidados para a audiência pública estão Secretário Estadual de Saúde, Diretora do Hospital Geral de Palmas (HGP), Ministério Público Estadual, representantes da Ordem Dos Advogados do Brasil - TO, da Defensoria Pública do Estado, do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins, do Conselho Regional de Medicina, do Sindicato dos Médicos do Estado do Tocantins e outras instituições e órgãos afins.