Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito de Palmas Carlos Amastha (PP) e o ex-deputado Marcelo Lelis (PV) discutiram indiretamente através da rede social quando o gestor da Prefeitura de Palmas fez muitas acusações contra ele.

Sem citar nomes, Amastha comentou uma nota de repúdio que o PV soltou com relação à demolição de uma igreja por parte da Prefeitura. “Aqueles pássaros aproveitadores da desgraça podem se recolher. Nota de repúdio? Vão trabalhar vagabundos. Nojo desses oportunistas. E continuo me perguntado. Como sobrevive no luxo um porcaria desses sem trabalhar? Deve ter roubado muito do povo do Tocantins, cadeia nele”, chegou a dizer o prefeito.

O prefeito chegou a dizer ainda: “porque ao invés de me chamar de destemperado não responde? Como viver no luxo sem nunca ter trabalhado na vida? Ladrão e vagabundo”, disse.

Ao Conexão Tocantins Lelis lamentou as declarações do prefeito: “É uma tristeza e indignação ver o prefeito no cargo que ele ocupa desrespeitar as pessoas dessa maneira, são vários os casos de desrespeito desde o começo da sua gestão, seja feirante, ambulante, comerciantes da JK e desrespeito no tratamento das redes sociais. Não tem cabimento aceitar tanto desrespeito assim”, desabafou o ex-deputado.