Polí­cia

A Polícia Civil (PC), através da 1° Delegacia de Paraíso do Tocantins (1° DPC), prendeu em flagrante delito, neste domingo, 17, por volta de 21h, Wanderson Quirino dos Santos, 20 anos, suspeito de ter matado Suely Alves Pereira, 34 anos, na noite anterior.

Segundo informações da 1° DPC, Wanderson foi preso quando chegava de mototaxi a um endereço no setor Jardim Paulista, daquela localidade. Os agentes de polícia estavam no encalço do suspeito desde o momento que a PC foi comunicada do homicídio de Suely Alves. Com ele foi apreendida uma faca, que será encaminhada para a Polícia Científica.

A esposa de Wanderson, Suely Pereira da Silva, 30 anos, também é suspeita de estar envolvida no crime. Ela foi presa em flagrante, logo após o homicídio, nas proximidades do local em que a vítima foi encontrada, também no setor Jardim Paulista. E, conforme a PC, teria confessado participação na morte de Suely Alves.

A 1° DPC afirmou que Wanderson e a esposa teriam matado Suely Alves com 12 facadas, além de pauladas. O motivo do crime seria um suposto caso de Wanderson com a vítima, que teria comentado o fato com Suely da Silva.

Wanderson e Suely da Silva foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Palmas para exames médicos e, após os procedimentos necessários, ficarão à disposição da Justiça.

Por: Redação

Tags: Paraíso do Tocantins, Polícia Civil