Estado

Foto: Divulgação Prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano (Esq.) e o secretário-Executivo da ATM, Jailton Bezerra Prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano (Esq.) e o secretário-Executivo da ATM, Jailton Bezerra

O prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, representando a Associação Tocantinense de Municípios (ATM), participou do 1º Encontro das Associações Estaduais de Municípios da Região Centro-Oeste, Tocantins e Rondônia, nessa segunda-feira, 18, em Goiânia (GO). O gestor estava acompanhado do secretário-executivo da ATM, Jailton Bezerra.

O evento reuniu presidentes e representantes da Associação Goiana de Municípios (AGM), Associação Mato-grossense de Municípios (AMN), Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul (Assomasul), Associação Tocantinense de Municípios, (ATM) e Associação Rondoniense de Municípios (Arom).

Carta

Ao final do encontro, os participantes divulgaram uma Carta em que anunciam a criação do Fórum Permanente do Centro-Oeste, Tocantins e Rondônia das Entidades Municipalistas, integrado pelas associações estaduais que representam os municípios da Região Centro-Oeste, Tocantins e Rondônia.

Compartilhar

Segundo o prefeito Jairo Mariano, a criação do fórum possibilitará o compartilhamento de experiências exitosas entre as entidades integrantes, além de fortalecer o posicionamento em nível nacional em defesa das causas municipalistas . “É uma entidade onde trocaremos informações sobre nossas ações e trabalharemos juntos para qualificar a administração em nível municipal”, explicou.

Sobre o Fórum

O fórum tem como finalidade a troca de experiências e conhecimento técnico, realização de estudos e pesquisas, cursos de capacitação, seminários e workshops, direcionados aos servidores municipais. Além dessas ações, promover a discussão de temas de cunho regional, comuns aos municípios, com vistas ao fortalecimento do Movimento Municipalista e das entidades integrantes. A instituição  também visa apoiar a pauta de reivindicações da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em especial no que se refere ao Pacto Federativo e Reforma Política.

A criação do fórum levou em consideração a necessidade de uma maior integração entre as entidades municipalistas, suspensão pelo Governo Federal do repasse do Auxílio Financeiro às Exportações (FEX), melhorar a logística do setor do transporte visando à implantação de corredores de escoamento dos produtos dos estados integrantes e fomento ao desenvolvimento regional integrado.