Estado

Foto: Emerson da Silva

O presidente da Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação (Agetec), George Brito, passa a responder cumulativamente pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins (Fapt). O ato foi publicado no Diário Oficial de segunda-feira, 25.

A Fapt é responsável pela execução de pelo menos 50 projetos de pesquisa no Estado nas áreas da Saúde, Recursos Hídricos, Mineração, Divulgação Científica e Extensão. Entre eles o Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS), que apoia 16 projetos de pesquisas voltadas para a área da saúde, com investimento de cerca de R$ 450 mil. Já o Programa de Pesquisa em Recursos Hídricos investe cerca de 1,5 milhão para  financiar sete projetos de pesquisa nesta área e oferta quatro bolsas para estudantes de doutorado na Universidade de Aveiro em Portugal.

Fapt

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins é uma Fundação de direito público, com autonomia administrativa e financeira; tem como missão amparar a pesquisa científica nas diversas áreas do conhecimento, com o objetivo de fomentar e incentivar a busca dos conhecimentos científico e tecnológico, assim como sua aplicação no interesse do desenvolvimento econômico e social do Estado.