Polí­tica

Foto: Divulgação Eduardo do Dertins vê a fusão com empolgação Eduardo do Dertins vê a fusão com empolgação

No dia 12 de junho as direções nacionais do PPS e do PSB vão discutir em Brasília  a fusão das duas legendas. No Estado este processo pode impactar diretamente nas eleições do próximo ano. O presidente do PPS no Estado, deputado Eduardo do Dertins conversou com o Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 1º, sobre o assunto.

Segundo o deputado, o que há é apenas a intenção. “Só há intenção. Não foram discutidos os detalhes ainda. No dia 12 vamos discutir qual o formato dessa fusão”, contou.

O PPS no Estado tem apenas dois prefeitos e 86 vereadores. A legenda mantém em banho-maria os projetos de candidaturas para o próximo ano  em razão da indefinição se o partido vai acabar mesmo. “Tínhamos intenção de lançar muitas candidaturas mas não temos essa definição ainda se o PPS permanece ou não ou se vai fundir por isso temos que esperar”, frisou sem querer citar nomes cotados pela legenda para o próximo ano.

Questionado sobre como avalia a fusão o deputado disse que vê com empolgação. “Todas as oportunidades de fazermos uma gestão que enriqueça o partido e que me de oportunidade de fazer um trabalho melhor é bem avaliada. Vejo com empolgação”, disse.

O PSB é comandado no Tocantins pelo prefeito de Gurupi, Laurez Moreira e tem ainda como eleitos o deputado estadual Ricardo Ayres e como federal Vicentinho Junior. A última aquisição da legenda foi o prefeito de Palmas, Carlos Amastha que deixou o PP mês passado e foi para a legenda onde deve disputar reeleição.