Campo

Foto: Divulgação

As exposições agropecuárias, tradicionais no calendário de eventos do Tocantins, acontecerão, este ano, em mais de 40 municípios, com apoio do Governo do Estado. Em parceria com o Ministério da Agricultura (MA), serão investidos R$ 2 milhões na realização dos eventos, sendo que desse valor, metade é contrapartida do Poder Executivo. Além disso, órgãos estaduais também estarão presentes nas feiras, com prestação de serviços essenciais ao produtor, como a emissão do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

As parcerias também foram firmadas com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com a Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (Faet)  e os sindicatos rurais que realizam as atividades. O secretário de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Clemente Barros, explicou a participação do Governo nas feiras. “Estamos aproveitando a realização das exposições para, juntamente com a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e o Ruraltins [Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins], elaborarmos o Cadastro Ambiental Rural para os pequenos produtores”, apontou, ao destacar que o serviço é oferecido gratuitamente.

Serviços

O presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), Humberto Camelo, destacou o trabalho do Estado nas feiras. “A Adapec trabalha na fiscalização de todos os animais que passam pelas exposições agropecuárias, evitando a proliferação de doenças. A vacinação contra a febre aftosa é uma das exigências para entrada dos animais”, apontou.

Para o presidente do Sindicato Rural de Araguaína, Roberto Paulino, a parceria com o Governo do Estado é muito importante, pois com o atendimento ao público é possível alcançar melhorias na qualidade dos rebanhos. “Em termos financeiros, o movimento é muito grande e, com o apoio do Estado e do Sebrae, oferecemos cursos variados para o pequeno e grande produtor”, disse.

A pecuarista de Pau D’arco Marinete Paula Batista trabalha com a produção de leite e, com o incentivo do Estado, aumentou sua produção de 50 para 450 litros por mês. “Essa parceria que eles têm feito com a gente é muito positiva, a presença do Ruraltins na elaboração de projetos e na realização de cursos é fundamental para a melhoria do desempenho da nossa produção”, disse.

Investidores

A realização das exposições também tem se mostrado um importante meio de atração de investidores para o Estado. Para o gestor da unidade Tocantins do frigorífico Masterboi, Paulo Roberto Cavalcante, o Tocantins apresenta grande potencial de desenvolvimento. “A comunicação da empresa com o Governo é muito rápida e, por se tratar de uma região muito próspera e com uma boa logística, escolhemos o Tocantins”, ressaltou.

As exposições aquecem o comércio nos municípios tocantinenses, com a venda de gado, máquinas e implementos agrícolas e continuam refletindo na vida dos produtores ao longo de todo o ano, sendo que esses levam para as suas práticas cotidianas o que aprendem  nas palestras e cursos.

O calendário de exposições nos diferentes municípios do Estado tem previsão de atividades até o mês de setembro, quando já começam os preparativos para o ano seguinte. (Secom-TO)