Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado Paulo Mourão (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa, usou a tribuna na sessão desta terça-feira, dia 16, para destacar o encontro de governadores do Matopiba, a nova fronteira agrícola brasileira formada por quatro estados: Maranhão, Tocantins e Bahia, ocorrido no início deste mês em Teresina-PI, em que participou juntamente com o governador Marcelo Miranda. “Foi algo extraordinário, onde estamos presenciando esta ação forte do governo federal de estimular o processo produtivo gerador de emprego, estimulador de desenvolvimento, combatendo a pobreza, combatendo as desigualdades sociais no campo”, destacou.

Segundo Paulo Mourão, os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia começam a pensar de forma organizada e compartilhada suas ações. O próximo encontro ficou definido que ocorrerá no estado do Maranhão, sendo que o assunto da agenda girará em torno do turismo e suas riquezas naturais, já estando definida a construção de uma rodovia ligando pontos turísticos destes estados. “No caso do Maranhão, os lençóis maranhenses, no caso do Tocantins o Jalapão, no caso do Piauí, a Chapada das Mangabeiras”, especificou.

Paulo Mourão destacou a Agenda Legislativa da Indústria, que será lançada pela Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), nesta quarta-feira, dia 17. “É extremamente importante a discussão e o debate de um tema desse porque no momento em que o Tocantins, que é um estado eminentemente agropastoril, de produção primária, já tem há algum tempo debatido esse planejamento estratégico. É esse entrelaçamento de ações entre o sistema industrial, o sistema produtor, o governo estadual juntamente com os municípios, é essa ação conjunta que haverá de fazer o fortalecimento da agricultura do nosso estado”, afirmou.

O deputado avaliou que o Estado precisa estimular a cadeia produtiva e que já vem fazendo isso, como exemplo citou o parque industrial de Porto Nacional, o qual foi moldado quando ele foi prefeito do município. “Há poucos dias o governador Marcelo Miranda esteve visitando a Granol, empresa de biodiesel, que em funcionamento a partir do mês de junho irá gerar 500 empregos diretos e mais de 2.500 empregos indiretos, isso é o fortalecimento da cadeia produtiva, é assim que este Estado precisa ser gerido, é estimulando a produção primária, são empresas âncoras que chegam ao Estado para fazer a cadeia produtiva se integrar no processo industrial e agroindustrial para gerar receitas ao Estado, para aumentar a sua capacidade de investimento, para apoiar os nossos prefeitos”, discursou.

Paulo Mourão voltou a destacar a importância de se repensar o Estado, diante das finanças comprometidas como estão. “É preciso reorganizar o Estado, o acerto da gestão Marcelo Miranda passa por vários fatores, um deles é a reorganização administrativa do Estado, é fazer o Estado crescer as suas receitas e ser mais audacioso nos investimentos, mas ser muito mais responsável com o comprometimento da Receita Corrente Líquida com gasto de pessoal, esse equilíbrio é que vai fazer a gestão do governador Marcelo Miranda ser reconhecidamente uma gestão de desenvolvimento e de estímulo do processo de crescimento do nosso Estado”, finalizou.