Cultura

Foto: Júnior Suzuki

A paixão pela dança leva os integrantes das Quadrilhas Juninas de Palmas a adotarem um ritmo intenso nos meses de maio e junho, com ensaios diários de até quatro horas, além de apresentações em festas juninas de escolas, igrejas e outros eventos do gênero que servem como preparativos para o Arraiá da Capital, que acontece este ano no período de 18 a 21 de junho.

Mas se engana quem acha que esse empenho acontece apenas na véspera do Arraiá. Ainda em outubro as juninas já estão na fase de pesquisas sobre temas e figurinos, e logo em janeiro começam os ensaios. Na Cafundó do Brejo, pertencente ao grupo especial, os ensaios começam em janeiro e até maio são realizados todos os finais de semana e feriados. A partir de maio, a quadrilha se reúne cinco vezes por semana.

“É preciso paixão e compromisso para participar de uma quadrilha junina, pois exige muito da gente”, afirma Cláudio Maranhão, presidente da Cafundó do Brejo, ao explicar que em razão da maior parte dos integrantes trabalharem ou estudarem, os ensaios acontecem normalmente a partir das 22h se estendendo, na reta final, até às 4h da madrugada.

Também integrante da Cafundó, a estudante Daniela Santos de Oliveira, 12 anos, diz ser o amor pela quadrilha e a meta de vencer o Arraiá o fator que a leva abdicar de está com a família e amigos para não faltar aos ensaios. “Danço há três anos, isso é minha vida, eu deixo de fazer qualquer coisa para vir ensaiar, pois a gente compete para ganhar”, diz Daniela.

Apresentações

Quando chega junho as apresentações em festas juninas somam-se aos ensaios como uma oportunidade para as quadrilhas apresentarem em escolas, igrejas e outras festas. Já com enredo e figurinos prontos é a ocasião para acertar detalhes e interagir com o público.

“As apresentações são um momento mais leve em relação ao Arraiá, que possui a tensão da disputa. É uma oportunidade para a gente se soltar se integrar e interagir com o público”, explica o presidente da Girassol do Cerrado, Alessando Lima, o Japão, que no sábado, 13, se apresentou na Festa Junina da Escola Caroline Campelo.

Japão contou ainda que a Girassol começou os ensaios ainda em dezembro, e que nos dois últimos meses a Quadrilha tem se reunido todos os dias das 21h a 01h. “Estamos em um ritmo alucinado, é muita correria, mas o resultado e o amor que temos pela Arraiá valem à pena”, afirma.

Arraiá da Capital

Uma das festas mais tradicionais de Palmas, a 23ª edição do Arraiá da Capital acontece entre os dias 18 a 21 de junho no Ginásio Ayrton Senna. Além das apresentações das quadrilhas, o evento contará com comidas típicas e shows de músicos locais e nacionais, dentre eles a Família Braga, no dia 18, e Elba Ramalho no dia 19.  Confira aqui a programação completa.