Polí­tica

Foto: Divulgação

Com documentos oficiais em mãos, o vereador Milton Néris (PR) subiu à tribuna da Câmara de Palmas na manhã desta quinta-feira, 18, para pronunciar-se contra o deputado estadual Wanderlei Barbosa (SD) e anunciou que vai à justiça contra o parlamentar. 

Com vários apartes e manifestações de apoio de outros vereadores, Néris exibiu um extrato do boletim do Tribunal de Contas do Estado (TCE) desaprovando conta do deputado estadual Wanderlei Barbosa quando presidiu a Casa de Leis municipal. Conforme o documento, o TCE quer que o deputado pague a quantia de R$ 1,8 milhão por irregularidades na prestação de contas do exercício de 2010, quando era presidente.   

Néris se referiu também ao fato de o deputado Wanderlei Barbosa, constantemente, fazer críticas à gestão municipal . "Este cidadão disse que todos agentes políticos de Palmas estão envolvidos em lavagem de dinheiro. Me estranha que o nobre deputado tem aqui nesta casa um irmão e um cunhado. Ele faz sem citar nomes e dizer o que é. Eu já faço diferente. Trago documentos e provo o que digo e desmascaro este cidadão".

Ao final de seu pronunciamento, Néris afirmou que vai à justiça contra o deputado para que ele cite nomes e prove quais são os envolvidos na insinuação de roubo do dinheiro público. "Ele vai ser interpelado judicialmente a provar. E vai ter que pagar os prejuízos causados", disse. 

Outro que anunciou que vai interpelar judicialmente o deputado é o vereador Major Negreiros (PP). "Ele tem que pagar. Eu também vou à justiça para que ele se explique", disse. Já Claudemir Portugal pediu que Wanderlei Barbosa atue como deputado e, por exemplo, cobre o Governo do Estado investimentos em segurança. "Ele deveria ter uma conduta mais atuante como deputado, cuidando dos interesses do Estado".

Reação

Em discurso na Assembleia Legislativa o deputado rebateu os vereadores. “As contas foram analisadas onde tem o mesmo item e a minha dificuldade foi a mesma de todos os presidentes  com relação a verba indenizatória”, disse sobre suas contas. Segundo Wanderlei Barbosa os vereadores fazem acusações apenas no âmbito pessoal. “Eles não são capazes de fazer as investigações devidas mesmo eu apresentando contratos superfaturados da Prefeitura (de Palmas), deveriam se avergonhar de ser capachos e fazer trabalho parlamentar”, disse.

O deputado acusou os vereadores ainda de ter participação na indicação de obras superfaturadas da capital onde recursos estariam sendo desviados. “Não é apenas atacando de modo pessoal eles precisam assumir função de fiscalizadores do erário e do patrimônio público. Estou pronto para o debate que me convoquem e o prefeito também e mostrarei os contratos. Quero me provem que os contratos estão errados”, afirmou.

O deputado chegou a dizer ainda que os vereadores precisam mostrar que “não roubam”.