Estado

Foto: Zezinha Carvalho Durante a entrevista, foram abordados temas como a aposentadoria dos servidores remanescentes de Goiás e a modernização da instituição Durante a entrevista, foram abordados temas como a aposentadoria dos servidores remanescentes de Goiás e a modernização da instituição

O presidente do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev), Jacques Silva, foi o convidado para participar nesta quarta-feira, 24, da rodada de entrevistas com o alto escalão do Governo do Estado, realizada pela TVE Tocantins. Na ocasião, foram abordados temas como a aposentadoria dos servidores remanescentes de Goiás, a modernização da instituição e a sindicância que detectou rombo na previdência do Estado em cerca de R$ 1 bilhão.

Jacques Silva explicou que recebeu o órgão em uma situação muito ruim e que a primeira providência que precisou tomar foi buscar, junto ao Ministério da Previdência, a regularização do Certificado de Regularidade Previdenciária. “A irregularidade criaria problema de governança e inviabilizaria o funcionamento da administração”, explicou. 

Sobre a sindicância que detectou um rombo bilionário no instituto, o presidente disse que o processo foi concluído e encaminhado para os órgãos que têm a obrigação legal de propor as ações na justiça contra os gestores públicos responsáveis pelas aplicações que deram prejuízo. “Atualmente, nossa maior preocupação é que o dinheiro aplicado não desapareça, comprometendo assim a aposentadoria dos servidores”, disse o presidente do Igeprev, que afirmou também que as aplicações realizadas nesta gestão, seguem uma política conservadora, optando por investimentos em instituições financeiras sólidas, como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

Em relação aos servidores remanescentes de Goiás, Jacques explicou que a questão foi resolvida e que os processos de aposentadoria estão em fase de finalização. “Fizemos vários contatos com o INSS [Instituto Nacional do Seguro Social] e o Goiás Prev [Goiás Previdência], no sentido de regularizar e agilizar as emissões das certidões que comprovam o tempo de contribuição dos servidores remanescentes”, finalizou. 

Igeprev

O Igeprev é o órgão responsável pela concessão de benefícios previdenciários dos servidores efetivos do Estado. O Instituto conta hoje com 157 servidores em sua estrutura, que é composta pelo Conselho Administrativo, Conselho Fiscal e Diretoria Executiva. Dados da última folha de pagamento do Estado mostram que o órgão tem atualmente 9.133 beneficiários, dentre aposentados e pensionistas. 

Jacques Silva é natural de Filadélfia (TO). Formado em Direito, já atuou como advogado, auditor de controle externo do Tribunal de Contas da União (TCU), secretário de Controle Externo do TCU no Tocantins e também ocupou a função de secretário-chefe da Controladoria Geral do Estado. (Secom-TO)

Por: Redação

Tags: Igeprev, Jacques Silva