Polí­cia

Foto: Divulgação

As equipes de policias civis da Delegacia de Polícia de Itacajá e da 1ª e 2ª Delegacias de Polícia de Colinas cumpriram, na manhã desta terça-feira, 30, um mandado de prisão em desfavor de Adeci Barros Noleto, 48 anos, vulgo “Ceará”. Ele foi preso em Colinas do Tocantins por ter roubado uma carga de cigarro no Estado do Maranhão.

Segundo os delegados Marco Aurélio , titular da Delegacia de Itacajá, Joelberth Nunes e Ronie  Augusto, titulares das 1ª e 2ª Delegacias de Colinas, “Ceará” foi preso enquanto cortava o cabelo em salão de cabeleireiro. Ele foi encaminhado à Cadeia de Colinas do Tocantins/TO e aguardará a escolta até o Estado do Maranhão, onde cumprirá pena.

Antecedentes criminais

De acordo com informações do sistema judiciário, “Ceará” também possui condenação criminal de 20 anos por formação de quadrilha e roubo seguido de morte, cometido durante um assalto na Agência do Banco do Brasil, de Colinas, em 2001. Durante o assalto, um policial militar e um jovem foram fuzilados pelos membros da quadrilha.

Segundo as investigações, o bando de “Ceará” teria participação em vários assaltos ao Banco do Brasil, como os ocorridos em Colinas do Tocantins, Arapoema, Miracema do Tocantins, Xambioá, São Geraldo (PA), Capanema (PA), totalizando um prejuízo ao Banco do Brasil no valor de R$ 1.902.015,16. (Ascom SSP)