Polí­tica

Foto: Divulgação

Em audiência com o deputado federal César Halum (PRB-TO), o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, reforçou a liberação do repasse de R$ 11,8 milhões para a continuação das obras da Via Lago. Para que essa quantia fique disponível é preciso que a prefeitura aprove o projeto perante a Caixa Econômica Federal. O prazo expira em 30 de agosto.

“Fui ao ministro para me certificar que estava tudo certo, porém acho que está demorando muito e o nosso tempo é curto. Assinamos o contrato há um ano e até hoje não foi aprovado o projeto, por isso é preciso dar celeridade para que não percamos os recursos”, disse Halum, autor da emenda.

O republicano afirmou sobre a importância dessas obras para a população araguainense. “Esse projeto tem tripla finalidade. A primeira é o embelezamento de Araguaína, dar lazer, a outra é a integração da cidade: nós estamos ligando o centro da cidade à parte sul. E o mais importante, que é devolver ao povo o direito de ter acesso ao lago, independente de ter chácaras ou residências ao redor”, afirmou Halum.

Via Lago

O projeto Via Lago vai beneficiar a população araguainense, disponibilizando uma área de lazer, esportes e mobilidade urbana da região sul da cidade. A Via Lago terá 1,56 km de extensão, começando no fim da Marginal Neblina (no cruzamento com a Avenida Filadélfia) seguindo até os setores Lago Azul, Cidade Nova e Nova Morada, com três pistas de ida e de volta, ciclovia e calçamento para pedestres. No final da avenida, será construída uma ponte estaiada, que vai interligar o centro de Araguaína para esses bairros localizados na região sul da cidade.

Dentro do projeto, também está previsto uma ilha próxima à Via Lago, onde será construído um restaurante e o acesso será por meio de barcos, com decks de embarque e desembarque.