Palmas

Foto: Divulgação

Moradores no setor União Sul em Palmas continuam aflitos com a possibilidade da derrubada de suas casas por parte da Prefeitura de Palmas. Segundo informou ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 06, Janes Ribeiro Brandão, representante dos moradores no setor, oficiais de justiça marcaram presença na manhã de hoje para derrubada de 20 casas mas foram barrados pelos moradores presentes.

Palmas alega que os moradores estão irregulares, pois a área é pública e as famílias afirmam terem documentos que comprovam a compra de lotes no setor. Segundo disse Janes ao Conexão Tocantins, a derrubada das casas que eram para acontecer hoje foram suspensas até às 7 horas de terça-feira, 07. “Chegou o oficial de justiça para derrubar as casas mas os moradores todos juntos não deixaram. Não pode tirar esse povo daqui para lugar nenhum. A previsão é para amanhã às 7 horas da manhã e hoje estamos tentando negociar, inclusive, o oficial de justiça é muito ignorante com o pessoal. Tratando o povo como se eles fossem uns marginais e eles não são”, afirmou. 

Questão privada 

O secretário municipal de Integração Social, Tiago Andrino, afirmou na tarde de hoje ao Conexão Tocantins, que a contenda não tem relação com a Prefeitura de Palmas. "Essa contenda não é da prefeitura e nós não estamos demolindo nenhuma casa na União Sul. É uma contenda privada. [...] As únicas casas em que a Prefeitura tem processo judicial para poder demolir ou remover são aqueles casos do BRT (Bus Rapid Transit) no Santo Amaro. Aquilo ali está judicializado", informou. (Matéria atualizada às 18h) 

Por: Redação

Tags: Habitação, Setor União Sul